30 de setembro de 2020
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Passado o Dia das Crianças, as lojas já começam a se preparar para as vendas de final do ano. O final de novembro é marcado pela Black Friday, como comentamos neste artigo. Depois, o mês de Dezembro chega trazendo grandes oportunidades de negócio com as vendas de Natal.

Por isso, preparamos este artigo com algumas estatísticas sobre as expectativas do mercado para o Natal de 2016, além de algumas dicas para lhe auxiliar na organização da sua empresa para as vendas de Natal. Então coloque suas ideias em prática hoje mesmo e evite contratempos indesejados.

Vendas de Natal em 2016

As empresas brasileiras têm sofrido com os impactos da crise econômica e política. Isso se reflete também nas vendas de Natal, que normalmente é um período de grande movimentação no comércio e aumento de lucro para os empreendedores.

Todos querem presentear pessoas queridas nas festas de final de ano, assim como desejam uma ceia de Natal e Ano Novo farta. Porém, as expectativas são pouco otimistas, tanto nas vendas quanto na contratação de empregados temporários.

Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgada em setembro deste ano, o volume geral de vendas deve ser 3,5% menor que no ano passado. Com isso, o resultado de retrocesso se repete pelo segundo ano consecutivo.

A pesquisa da CNC também mostra que os empregos temporários terão aproximadamente 135 mil vagas, o que representa 2,4% menos que em 2015. Os maiores volumes de contratação em 2016 devem ocorrer nas lojas de vestuário (62,4 mil vagas) e de supermercados (28,9 mil vagas). A soma destes dois setores representa aproximadamente 60% das vendas natalinas.

Além das previsões de vendas, uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) divulgada em setembro prevê poucos investimentos com as festividades natalinas. Somente 27,9% dos comerciantes pretendem investir em seus estabelecimentos para o Natal.

A mesma pesquisa mostrou que 37,3% dos comerciantes acreditam que as vendas em 2016 serão iguais às vendas do ano passado, enquanto 28% acreditam em vendas menores e apenas 23,6% estão otimistas com o aumento das vendas. Dos comerciantes pessimistas, que acreditam em vendas piores que no ano passado, 22,4% acreditam que o desemprego será o grande responsável pela baixa nas vendas.

Como destacar sua empresa nesse cenário?

Embora as pesquisas tenham se mostrado pouco otimistas, o empreendedor não pode desistir. É necessário acreditar na capacidade do seu negócio e da sua equipe para aumentar seus resultados além, é claro, é criar um bom planejamento estratégico.

Neste planejamento você pode considerar alguns itens básicos que irão influenciar no destaque da sua empresa. Por isso, confira abaixo algumas dicas para considerar no momento de preparar seu negócio para as vendas de Natal.

Fatores que influenciam nas vendas de Natal

Quando o final do ano se aproxima, as pessoas já começam a se preparar e planejar suas festividades de Natal. Isso envolve amigos secretos ou ocultos, presentes para as pessoas mais próximas, principalmente para as crianças. Além disso, é planejada também a decoração das casas com o tema natalino e a preparação da ceia de Natal para toda a família.

Em meio a tantas opções, e com o cenário atual mostrado pelas pesquisas acima, o consumidor tem considerado diversos fatores para realizar suas compras. Alguns fatores principais são a qualidade do produto x preço, a forma de pagamento disponibilizada pelo comércio, além da localização e ambientação da loja, alguns pontos que veremos adiante.

Porém, esta é a época do ano em que o fator emocional possui grande influencia sobre a decisão de compra. Para a maioria das pessoas, comprar um presente é muito mais do que apenas entregar um embrulho na noite de Natal, mas representa todo o carinho e dedicação que a pessoa teve ao escolher o item especialmente para o presenteado.

Por isso, as empresas também devem estar preparadas para estas situações e aproveitá-las para fechar negócios. O grande diferencial neste ponto será o atendimento, pois o vendedor precisará entender a importância e o significado do presente que está sendo escolhido e mostrar como o produto da empresa é realmente especial.

Escolhendo os produtos em destaque

Os produtos oferecidos pela empresa são um dos maiores diferenciais para aumentar as vendas no Natal. Para isso, é preciso entender seu público para escolher quais itens serão evidenciados na comunicação para que vendam mais, além de oferecer descontos em alguns itens da empresa.

Uma forma de escolher estes produtos é analisando os dados dos Natais anteriores. Saber quais itens mais foram vendidos e as possibilidades de negociação com fornecedores será possível através da analise de dados do seu estoque.

Forma de pagamento: opções para vender mais

Como a compra será paga é outro fator muito analisado pelos consumidores, por isso o empreendedor precisa ficar atento. Embora muitas pessoas prefiram pagar os presentes à vista, nem todos têm esta opção.

Por isso, a empresa deve estar preparada para oferecer opções de parcelamento nas vendas de Natal. Primeiramente, é preciso analisar as possibilidades de parcelamento com e sem juros, definindo a quantidade limite de parcelas e a porcentagem de juros que será cobrada em cada caso.

Depois, a empresa deve analisar como o parcelamento poderá ser pago. Uma opção muito utilizada é o boleto bancário, quando consumidor já sai com todos os boletos impressos para pagamento posterior. Para que isso se torne viável, a empresa deve verificar com a sua agência bancária as informações necessárias e taxas que serão cobradas para cada boleto.

Além disso, outra opção que vem crescendo muito é o parcelamento por cartão de crédito. Muitas empresas disponibilizam esta opção de parcelamento como prioritária, porém, é preciso analisar o seu público para entender a viabilidade. Nesta opção, também é preciso ficar atento para a correta instalação da máquina de cartão de crédito, nas bandeiras de cartão que serão aceitas e nas taxas que a credenciadora cobrará da empresa.

Consumidor, caso você queira organizar suas compras de Natal, utilize nossa planilha de Orçamento de Natal clicando aqui.

Como organizar sua loja para as vendas de Natal

Outro ponto importante na decisão de compra do consumidor é a loja onde a compra será efetuada. Neste aspecto, cada pequeno detalhe conta, desde a vitrine, a organização dos corredores, a decoração interna e o atendimento. Por isso, crie uma ambientação que propicie as compras, com uma boa setorização das mercadorias e uma boa organização do estoque, para entregar os itens em poucos minutos para o cliente.

Para mais dicas sobre como preparar sua loja física para o Natal, confira nosso artigo “Dicas para aumentar suas vendas neste Natalclicando aqui.

Concluindo

Preparar sua empresa para as vendas de Natal é tarefa que exige planejamento, principalmente com antecedência. Deixar a preparação para última hora pode gerar mais contratempos do que lucros. Por isso, analise os pontos que abordamos neste artigo e mãos à obra!

E não se esqueça de compartilhar conosco suas experiências e resultados com o planejamento das vendas de Natal. Utilize os comentários abaixo!

Show Full Content
Anterior Black Friday: como sua empresa pode lucrar nesta promoção
Próximo Plano de Vendas: planilha de cálculo para download

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Novidades de Fevereiro do SIGE Cloud

11 de fevereiro de 2020
Fechar