Conteúdos práticos e úteis para simplificar a gestão empresarial.

De acordo com o Serasa Experian, mais de 60 milhões de consumidores se tornam inadimplentes no mercado. Isso impacta diretamente no seu negócio, aumentando os gastos com controle de cobranças e também a dificuldade de planejamento financeiro da empresa.

Adotar algumas ações para gerenciar cobranças e evitar a inadimplência na empresa, é fundamental para a saúde financeira da empresa, tendo assim um controle bem acirrado com esse tipo de cliente.

Entre as ações sugestivas para se adotar na rotina de cobrança de clientes está:

Tenha um sistema de gestão completo para que você possa controlar todas as receitas e também a data de vencimento de cada uma delas. Para isso conte com o SIGE Cloud!

Evidentemente, contar com um sistema de gestão é fundamental para controlar todas as finanças da sua empresa, especialmente ter um controle mais específico sobre esses clientes inadimplentes. Hoje em dia, não cabe mais na gestão de uma empresa, fazer este controle de forma manual, é imprescindível também na hora de realizar a cobrança para que tudo fique registrado e sem erros na cobrança.

Tenha uma boa relação com o cliente, seja amigável na hora de cobrar, mas não tenha medo de fazer a cobrança

Nesse sentido, ter uma boa comunicação com seu cliente, de forma clara e amigável, pode mudar o rumo da negociação. Não tenha medo de realizar a cobrança, é um direito seu receber, e um dever do cliente fazer o pagamento. Para isso, criamos modelos de Carta de Cobrança para sua empresa utilizar quando houver necessidade.

Acompanhe neste artigo: Carta de Cobrança: Como montar um modelo amigável e eficiente [Download]

Estabeleça políticas claras de pagamento

Ao realizar uma venda parcelada, deixe bem claro quais são as políticas de pagamento da empresa, estabeleça regras para bons e maus pagadores. Incentive a quitação na data prevista, com um brinde, desconto, etc. Para os maus pagadores, deixe claro que poderá haver a cobrança de juros, e até mesmo inserir este cliente na lista de proteção ao crédito.

Analisar o crédito do consumidor antes de concedê-lo

Sem dúvida, é de extrema importância realizar a consulta do CPF ou CNPJ do cliente antes de realizar um negócio, assim é possível verificar todo o histórico do cliente, evitando que sua empresa saia prejudicada.

Negociar dívidas quando necessário

Quando tiver necessidade, converse com seu cliente e ofereça um parcelamento diferenciado para a quitação da dívida, até mesmo descontos para que seja garantido que você receberá essa quantia em atraso.

Preferir pagamentos à vista ou via cartão de crédito ou débito

Certamente, todos gostamos de nos sentir sendo beneficiados. Por isso, ofereça alguma vantagem ao seu cliente com o pagamento à vista, como descontos, brindes, programa de fidelidade e também estimule para que se necessário parcelamento, seja feito através de cartão de crédito, pois assim, é garantido que você irá receber este valor.

De todas as formas, esse processo de cobrança deve ser organizado pela empresa para melhor atender a demanda, conforme a realidade de cada empresa. 

Porém, deve-se ter bem clara a noção de que, para não desgastar o relacionamento com o cliente, é preciso manter o jogo de cintura e muita gentileza.

Neste cenário, cartas de cobrança amigáveis são a melhor alternativa. Pois ao adotá-las como procedimento padrão, você terá mais um recurso para evitar atritos com seus clientes e, principalmente, tirar o seu financeiro do vermelho!

Show Full Content
Anterior Sou MEI e ultrapassei o limite de faturamento: o que fazer?
Próximo O que é Cross Selling?
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Prova Social: qual o impacto do feedback dos clientes?

16 de julho de 2021
Fechar