2 de junho de 2020
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Vender à vista permitem trabalhar com descontos mais atraentes. A prazo, facilitam a decisão de compra pelo cliente. Afinal, o que é melhor?

A resposta, como em quase tudo na vida, é: depende! A chave está em analisar a sua estrutura de negócio e o mercado em que você está inserido para decidir qual é a opção mais vantajosa para a sua empresa.

Para ajudar nesta decisão, levantamos abaixo as vantagens e desvantagens de cada uma das modalidades de pagamento. Confira!

Vantagens e desvantagens de vender à vista e parcelado

Vender à vista

  • Vantagens: gera um aumento de receitas em um prazo mais curto, permitindo quitar dívidas com empréstimos, fornecedores e outras despesas. Além disso, o pagamento à vista permite trabalhar com mais descontos, o que é um atrativo para os clientes que têm o dinheiro disponível.
  • Desvantagens: não se pode contar com o impulso das vendas concedidas a prazo, cujo maior volume tende a compensar a perda de recursos sazonais. Também é fundamental saber destinar adequadamente o capital para manter a balança sempre equilibrada e não deixar nada pendente, como prorrogação de dívidas, que pode se tornar um buraco negro mais para frente.

Vender parcelado

  • Vantagens: a “ilusão” do valor da parcela é o que torna este tipo de pagamento tão vantajoso, visto que o consumidor tende a comprar mais sem “sentir”. Além disso, a garantia dos recebíveis a longo prazo facilitam as negociações, inclusive com fornecedores.
  • Desvantagens: a venda em parcelas implicam em perdas de valor do dinheiro. Isso porque o dinheiro recebido à vista pode ser aplicado e render juros e o parcelado, não. Ao contrário, pode ser necessário pagar juros para bancar o parcelamento do cliente. Essa “defasagem” é o chamado custo de oportunidade, e é com base nela que o ganho líquido deve ser calculado. Caso contrário, quando você receber a última parcela, o valor pode não “se pagar” mais. Além disso, evite gerar dívidas maiores que sua capacidade, depositando a confiança na ilusão de obter novos clientes.

Concluindo

O ideal, quando possível, é oferecer o máximo de opções de pagamento possíveis, para atrair clientes com todo o tipo de bolso.

Vale lembrar que o preço a prazo pode ser diferente do preço à vista, caso o mercado aceite esse tipo de prática.

O importante é fechar as vendas de uma forma que beneficie tanto a empresa quanto o cliente, assim você tem uma boa rotatividade de caixa sem inadimplências.

Esperamos que nosso artigo tenha sido útil para melhorar a cobrança de seus clientes e evitar problemas no caixa. Se tiver qualquer dúvida ou sugestão, compartilhe conosco nos comentários!

 

Show Full Content
Anterior O que é a data de competência na gestão financeira
Próximo Gastos Pessoais: modelo de planilha para download

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Dúvidas frequentes sobre o fim do emissor gratuito de NF-e

26 de setembro de 2016
Fechar