19 de agosto de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Em um mundo cada vez mais digital e altamente competitivo, encontrar maneiras de mensurar seus resultados e criar estratégias mais assertivas é fundamental para a sobrevivência de qualquer empresa. É precisamente, nesse ponto que entram os KPI ou Indicadores de Performance, tema do nosso artigo de hoje! 

Para compreender o que é KPI e quais as melhores técnicas para aplicá-los à sua empresa, siga lendo nosso artigo, nele abordaremos os seguintes pontos: 

  • O que é KPI?
  • Como funciona um KPI eficiente?
  • Tipos de Indicadores de Performance
  • 4 estratégias para medir e elevar os resultados da sua Empresa

O que é KPI?

Do inglês Key Performance Indicator, a sigla KPI significa Indicador-chave de Performance. Sendo, então, um mecanismo de avaliação das ações adotadas nas empresas para identificar o seu alcance, bem como a satisfação do seu público. 

Mas que fique bem claro: esses indicadores-chave não são estáticos, nem iguais para todos os tipos de empresa. Antes de mais nada, será necessário compreender as demandas da sua empresa, para então definir qual a melhor estratégia de acompanhamento para o seu tipo de negócio e persona.

Para isso, há algumas noções importantes a serem trabalhadas: índices, metas e tolerância. 

Índices

Em resumo, os índices são os números que expressam os resultados atingidos durante uma campanha ou determinada ação desenvolvida na sua empresa. Através deles, será possível visualizar a sua relação entre os seus investimentos de tempo e dinheiro e o que foi alcançado.

Metas

Logo após, vem a noção de metas. Estas, por sua vez, são um valor estipulado que servirá como objetivo a ser cumprido em termos de desempenho, ao longo de um período determinado. Por exemplo, metas sazonais do comércio, como de páscoa ou natal.

Tolerância

Por outro lado, caso a meta não seja atingida, é adotada uma margem de tolerância. Ou seja, é uma espécie de faixa que define até quanto se pode investir ou o mínimo de meta a ser batida. 

A tolerância tem um papel importante para evitar gastos excessivos ou sinalizar problemas em alguma campanha.  

Como funciona um KPI eficiente?

Sem dúvida, o objetivo central de recorrer a uma estratégia para mensurar sua performance é obter eficiência. Para isso, há uma série de requisitos a ser observados na coleta e análise dos dados. Portanto, para trabalhar com um indicador realmente eficiente, considere:

  • Tenha um objetivo bem definido;
  • Este objetivo precisa ser claro e mensurável;
  • Invista em comunicação (interna e externa);
  • Você e sua equipe precisam estar engajados com as metas estabelecidas.
  • Divida com sua equipe os indicadores, números e percentuais. Esse feedback será uma ferramenta muito poderosa para corrigir eventuais erros e traçar caminhos ainda melhores para o crescimento da sua empresa.

A efetividade dos indicadores escolhidos está diretamente ligada à clareza dos seus objetivos. Por exemplo, de nada adianta você analisar algo como o valor total de suas vendas mensais, quando o que você quer e precisa saber é sobre a aceitação do seu público quanto a um produto específico.

Assim, escolha sempre os KPIs que estejam em compasso com o que você está buscando ou pretende analisar. 

Tipos de Indicadores de Performance

Agora que você já sabe o que são indicadores de performance, é chegado o momento de conhecer os tipos de KPIs, para poder escolher com propriedade o que melhor funciona para medir e elevar os resultados do seu negócio.

Confira!

KPIs Primários

Ao contrário do que se possa imaginar, os KPIs primários nada tem a ver com a noção de primeiros passos. Mas sim, com o fato de serem os primeiros a serem identificados. Eles expõem os resultados brutos de uma estratégia.

Por exemplo, se você tem uma campanha de marketing nas redes sociais para impulsionar as vendas de um determinado produto ofertado em seu site, os indicadores-chave a ser observados poderiam ser:

  • Tráfego (pessoas acessando seu site);
  • CTR (percentual que compara quem vê seu anúncio e quem efetivamente clica nele);
  • CPA (custo por aquisição);
  • Número de Leads;

KPIs Secundários

Por outro lado, os KPIs secundários dizem respeito ao acompanhamento dos resultados de cada setor de uma empresa. Para exemplificar, imaginemos que você tem uma loja de artigos de informática. Para medir os resultados obtidos por cada setor você poderia:

  • Analisar o número de artigos vendidos na loja em um determinado período; 
  • Calcular quantos potenciais clientes entraram na loja e quantos, efetivamente, compraram;
  • Acompanhar o ticket médio das vendas;

KPIs Práticos

Os indicadores práticos cumprem a função de justificar a relação entre os indicadores primários e secundários. 

Neste sentido, voltando ao exemplo do marketing digital. Uma maneira de justificar a relação entre 

o número de leads e as vendas reais de um produto X, pode se considerar: o ranqueamento do seu site, o alcance de seus anúncios, o índice de interações do público com o seu anúncio, etc. 

4 estratégias para medir e elevar os resultados da sua Empresa

Nesta etapa, é imprescindível compreender os indicadores-chave como subsídio para a criação de melhores estratégias para elevar o patamar do seu negócio e aumentar sua produtividade, qualidade e lucratividade!

Confira as 4 estratégias que destacamos e veja como pode adaptar à realidade da sua empresa.

KPI de Eficiência

Com a finalidade de comparar metas e seus efeitos, o KPI de Eficiência baseia-se em obter o melhor resultado com o menor investimento. Desse modo, a eficiência se dá por atender às expectativas definidas. 

KPI de Produtividade

Certamente, você já conhece bem o termo produtividade. No caso deste indicador, analisa-se relação entre o trabalho realizado em um determinado período em contrapondo à quantidade de recursos empregados para a realização do mesmo.

Vale lembrar que não só os insumos e produtos estão envolvidos nessa análise. O tempo e esforço investidos, também são critérios para avaliar os indicadores de produtividade.

Para exemplificar, consideremos:

Se você tem uma fábrica de roupas e quer mensurar a produtividade de suas costureiras, leve em conta o seguinte caso. Uma costureira A que recebe R$5,00 por hora, produz 30 pares de calçado por hora. Já a costureira B, que recebe o mesmo valor, produz 45 pares/hora. Ou seja, a costureira B é mais produtiva que a A. 

KPI de Lucratividade

Este cálculo, apesar de simples, é primordial para a saúde financeira da sua empresa. Por isso, saiba que a lucratividade é o percentual de relação entre lucro e o total das vendas.

Veja:

Sua fábrica de roupas registrou um total de vendas de R$100 mil no mês de junho. A diferença entre a receita obtida, subtraindo-se as despesas foi de R$ 25 mil.

Desse modo, sua lucratividade foi de 25%.

% de Lucratividade = (Lucro líquido / Receita bruta) x 100

KPI de Qualidade

Análises de qualidade são fundamentais para todo tipo de negócio. Há inclusive alguns critérios de qualidade determinados por lei, como os do Inmetro e os da ANVISA.

Por exemplo, se sua empresa produz brinquedos, há uma série de indicadores-chave que determinarão um padrão para os brinquedos produzidos. Tais como: determinação de faixa etária, durabilidade, não apresentar falhas ou falta de peças e outros fatores específicos para esse segmento. 

Os artigos que estiverem de acordo com esses indicadores, poderão ser vendidos. Caso contrário, ficarão retidos na empresa. 

Agora que você está munido de todas essas informações, chegou a hora de delinear a sua própria estratégia de acompanhamento dos setores e do seu negócio como um todo. Ao aplicar algum destes KPIs, conte pra gente quais foram os seus resultados e como isso funcionou para você e para sua equipe! 

Show Full Content
Anterior O Emissor Gratuito de MDF-e foi extinto! E agora, o que fazer?
Próximo Como abrir um negócio com pouco dinheiro?
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Escritório de contabilidade: qual sua importância para as PMEs

29 de agosto de 2016
Fechar