2 de junho de 2020
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Antes de mais nada, cabe dizer que nós sempre nos apresentamos como quem trabalha para levar soluções ao seu negócio. Desenvolvemos recursos com tecnologia de ponta, para integrar os setores da sua empresa, reunir dados precisos para a sua tomada de decisão e uma série de vantagens para descomplicar o seu dia a dia. 

Mas esse artigo não é sobre o que nós fazemos aqui na SIGE. Essa mensagem é para levar informação à sua empresa. Queremos compartilhar notícias relevantes que possam, efetivamente, impactar o seu negócio e ajudá-lo a encarar esse cenário de crise econômica causada pelo Coronavírus

Por isso queremos que você conheça o Vamos Vencer!

O que é o Vamos Vencer?

O governo federal lançou na última quinta-feira (02/04), o portal Vamos Vencer, que reúne todas as medidas criadas para impulsionar os setores produtivos da economia. Ou seja, empresas como a nossa e a sua. 

E não, essa não é uma propaganda ou promoção, é apenas uma forma de oferecer a você, que está aí tentando equilibrar as contas, as informações mais corretas e seguras sobre Linhas de Crédito, Amortização de Dívidas junto ao BNDES, Flexibilização Trabalhista e toda uma série de assuntos que precisam ser abordados quando se fala em superação de obstáculos econômicos para micro, pequenas e médias empresas. 

Dentre as novidades podemos destacar:

Para o Comércio de Pequeno porte: 

Adiamento de pagamento dos impostos federais no Simples Nacional

Empresas do Simples Nacional poderão recolher os impostos federais correspondentes aos meses de abril, maio junho nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2020.

A medida foi regulamentada por meio da Resolução 152 e da Resolução 154 do Comitê Gestor do Simples Nacional.

Linhas de crédito em condições especiais

Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fornecerão ajuda adicional para que as empresas possam atravessar a parte mais difícil do combate à pandemia;

Na Caixa, R$ 5 bilhões para agronegócios, com foco em custeio e comercialização; R$ 3 bilhões para Santas Casas e hospitais conveniados ao SUS; R$ 40 bilhões para capital de giro (R$ 18 bilhões a R$ 20 bilhões somente para empresas de Comércio e Serviços) com carência de 60 dias e R$ 30 bilhões para compra de carteira de bancos;

No Banco do Brasil, no Programa de Geração de Renda para o Setor Urbano (Proger), R$ 5 bilhões de recursos originários do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), sendo R$ 1,5 bilhão para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e R$ 3,5 bilhões para empresas com até R$ 10 milhões de faturamento;

No BNDES, R$ 40 bilhões em créditos para folha de pagamento, R$ 5 bilhões para Micro e Pequenas Empresas, R$ 11 bilhões para operações indiretas e R$ 2 bilhões para saúde

Para o Setor de Serviços de Pequeno porte: 

Liberação de R$ 5 bilhões em recursos do FAT para expansão de crédito à produção

Serão destinados: R$ 706 milhões para o Programa de Fomento às Micro, Pequenas, Médias e Grandes Empresas (FAT-Fomentar);

R$ 100 milhões para o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO);

R$ 2,350 bilhões para o Programa de Geração de Emprego e Renda para o Setor Urbano (Proger-Urbano);

E R$ 1,5 bilhão para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf);

Por fim, R$ 30 milhões para o programa de financiamento da aquisição de veículos de aluguel para transporte individual de passageiros (FAT-Taxista).

Melhores condições de crédito por meio da parceria entre o BNDES e financeiras inovadoras (fintechs)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) irá disponibilizar acesso a crédito por meio de empresas que trabalham para inovar e otimizar serviços do sistema financeiro, as fintechs;

Essas empresas utilizam modelos de negócios inovadores e costumam ter custos operacionais menores quando comparadas às financeiras tradicionais, o que significa que podem oferecer melhores condições de crédito para pequenas empresas.

Para Indústrias de Pequeno porte: 

Linha emergencial de crédito para folha de pagamentos

Para empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões, trata-se de uma linha de crédito emergencial para ajudar a colocar as folhas de pagamento em dia.

O financiamento poderá ser pago em 36 meses, com carência de 6 meses e 30 parcelas, taxa de juros de 3,75% a.a e com o depósito dos recursos diretamente nas contas dos empregados.

Em contrapartida, a empresa não poderá demitir sem justa causa por 60 dias, a contar da data da contratação da linha de crédito.

O Programa Emergencial de Suporte ao Emprego foi regulamentado por meio da Medida Provisória 944 e disponibilizou R$ 40 bilhões (R$ 20 bilhões por mês). Os bancos repassadores deverão arcar com 15% dos valores destinados.

Por fim, para conhecer todas as vantagens, acesse a página do Vamos Vencer e conheça as medidas. Com certeza, alguma delas irá beneficiar a sua empresa neste momento tão delicado, em que é preciso agir rápido e com perspicácia para mudar os rumos da história do seu negócio!

E claro, não esqueça: até nos momentos mais difíceis, conte sempre conosco.

Equipe SIGE Cloud

Show Full Content
Anterior Verticais de Receita: como criar alternativas para a sua empresa
Próximo Páscoa 2020: como vender em tempos de Coronavírus

1 thought on “Conheça as medidas do Programa Vamos Vencer

Comentários desabilitados.

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Faturamento: dicas infalíveis para receber parcelas em dia

20 de abril de 2015
Fechar