Saiba como preencher seu Livro Caixa com facilidade

Saiba como preencher seu Livro Caixa com facilidade

Sem tempo para ler? Que tal OUVIR esse texto? Clique no play e aproveite!

O Livro Caixa é um documento contábil utilizado por muitas empresas para iniciar o controle financeiro dos dados. Mas para que seja realmente válido, existem alguns pontos a observar no preenchimento deste livro.

Neste artigo vamos lhe explicar melhor como o Livro Caixa funciona. Você vai entender como preencher as colunas corretamente, alem de conferir algumas dicas para aproveitar bem este documento contábil.

O que é Livro Caixa?

O Livro Caixa é um documento contábil onde são registrados todos os recebimentos e pagamentos da empresa feitos em dinheiro. Esses lançamentos devem ser feitos de forma cronológica (dia, mês e ano).

Ou seja, o Livro Caixa controla os lançamentos realizados na conta Caixa da empresa. Sua principal função é auxiliar no registro contábil da empresa.

Quem deve manter e preencher?

A utilização do Livro Caixa pode ser aplicada a todos os tipos de empresas, mas normalmente é facultativa. De acordo com a lei 9.317, somente as empresas optantes pelo Simples Nacional são obrigadas a registrar o Livro Caixa, com todas as orientações e formalidades observadas pela lei.

Estrutura do preenchimento

O Livro Caixa deve conter diversas informações. A primeira e ultima página são os termos de abertura e encerramento, que devem conter a finalidade a qual o livro se destina, o nome da empresa e seus dados, o número de folhas, e ambas devem ser assinadas.

Nas demais paginas, temos a estruturação do Livro Caixa, com o registro dos valores pagos e recebidos. Estas páginas devem conter os seguintes dados:

  • Saldo anterior: obrigatoriamente, a primeira linha do Livro Caixa mostra o saldo anterior. Por exemplo, quando um novo mês se inicia, o saldo anterior deve ser lançado como o último dia do mês anterior;
  • Data: a primeira coluna deve mostrar a data da transação, tanto para entradas quanto para saídas;
  • Histórico: na segunda coluna você deve descrever ao que se refere aquele valor, ou seja, uma breve descrição do histórico daquele lançamento;
  • Entradas ou créditos: os valores que são recebimentos devem constar nesta coluna;
  • Saídas ou débitos: tudo o que se refere a pagamentos deve ser apresentado nesta coluna;
  • Saldo: a ultima coluna contém o saldo restante após as operações do último dia. Para obter esse resultado deve-se somar o saldo do dia anterior com as entradas e depois subtrair as saídas.

Para realizar esse preenchimento de forma simples e dinâmica, separamos mais algumas dicas:

  • O Livro Caixa não pode conter erros ou rasuras. Se você errar algum valor, deve realizar um estorno do valor lançado erroneamente;
  • Se você informar algum documento no histórico do lançamento, por exemplo, uma NF ou numero de boleto, deve armazenar estes documentos e apresentá-los sempre que preciso;
  • O saldo do caixa apurado sempre deve ser positivo. Se existir saldo negativo, ou saldo credor, a empresa pode sofrer uma autuação fiscal, pois pressupõe-se que algumas vendas não foram registradas, ou seja, houve omissão de receita;
  • Você só pode ter uma entrada ou uma saída em cada lançamento, ou seja, não pode utilizar os dois no mesmo registro;
  • Não é possível deixar nenhuma linha em branco entre o lançamento dos valores.

Diferença entre Livro Caixa e fluxo de caixa

Um erro muito comum dos empreendedores que não estão familiarizados com os dados contábeis é confundir o Livro Caixa com o fluxo de caixa. Na verdade, são coisas totalmente diferentes!

Como comentamos, no Livro Caixa são registrados os recebimentos e pagamentos feitos em dinheiro durante o período. Ele é um documento contábil, mesmo que utilizado totalmente independente dos demais controles contábeis e financeiros da empresa.

Já o fluxo de caixa considera todas as transações financeiras da empresa, sejam atividades operacionais, financiamentos, investimentos, entre outros. Ele possui uma função mais gerencial, acompanha todas as formas de pagamento, e também pode contar com uma previsão futura para o caixa.

Facilitando o preenchimento dos dados

Como o Livro Caixa é mais simples, ele pode ser facilmente preenchido através de uma planilha eletrônica. Para lhe ajudar, preparamos uma planilha Excel onde você gera seu Livro Caixa com facilidade. Baixe agora:

 

BAIXAR A PLANILHA GRATUITA

 

Mas no caso do fluxo de caixa, o melhor é contar com um sistema de gestão online. Com o Sige Lite você profissionaliza seu controle financeiro e automatiza diversos setores da empresa. Baixe agora:

>> Baixe o Sige Lite GRÁTIS <<

Concluindo

O Livro Caixa é um documento muito simples, que auxilia a empresa em sua escrituração contábil. Para isso, ele deve ser preenchido corretamente e esperamos que nosso artigo tenha lhe ajudado nesta parte.

Se você ficou com alguma dúvida, comente abaixo e iremos ajudá-lo!

tiago@sigecloud.com.br

Artigos Relacionados
Deixe uma resposta
Captcha Clique na imagem para atualizar o captha