Conteúdos práticos e úteis para simplificar a gestão empresarial.

Que todo mundo está na internet, isso você já sabe. Mas já pensou o que faz com que algumas empresas (mesmo as pequenas) ganhem mais notoriedade e tenham mais resultados nas redes? Elas têm algo em comum: uma boa estratégia!

Leia este artigo e saiba o que NÃO fazer, para que a sua loja virtual seja um sucesso!

1. Prometer o que não pode cumprir

Muitas vezes, o desejo de vender, vender e vender acaba passando por cima de questões fundamentais, como a ética nos negócios. Algumas empresas, na ânsia por conquistar clientes e seguidores, acabam oferecendo mais do que podem cumprir.

Por isso, tome muito cuidado para não anunciar produtos de má qualidade para manter um preço mais competitivo. Nem prometa que os produtos atendem determinadas necessidades do cliente, sendo que eles não cumprem essa função.

Esse tipo de prática, além de frustrar o cliente, cria uma péssima imagem da sua empresa na internet.

Por certo, o mesmo ocorre com relação ao frete. Mesmo que a entrega não seja feita pela sua empresa propriamente, é de você que o cliente comprou. Então, é de você que ele irá cobrar prazo, preço e qualidade no manejo das mercadorias compradas. Portanto, fique atento à maneira como você divulga seus produtos e serviços e aos prazos de frete que estabelece.

2. Comunicação difícil ou falta de informações

Sem dúvida, a sua loja virtual precisa de clareza na comunicação. Não só nos preços e condições de pagamento, como na descrição dos produtos ou serviços, origem da mercadoria, como também na política de trocas e devoluções.

Quanto mais aberto e franco for o diálogo com as pessoas que navegam por sua loja virtual e mais fácil for a forma de contatar sua equipe para sanar dúvidas, menos problemas você terá. Logo, terá melhores resultados financeiros. Pois cliente satisfeito vira indicação (propaganda grátis) e volta a comprar de você.

Criar laços com seus clientes é o melhor caminho para fidelizá-los!

3. Agir como se e-commerce fosse certeza de retorno rápido

Evidentemente, no mundo do empreendedorismo digital, as coisas tendem a acontecer com maior velocidade. No entanto, não dá para pensar que você cria uma loja virtual e sozinha ela já começa a dar retorno.

Nesse sentido, assim como nas lojas físicas, o e-commerce exige muito do empreendedor. Criar uma loja virtual é bem simples e é um processo que pode ser feito em um só dia. Mas vender online não se trata apenas de postar fotos de produtos nas redes e encher os bolsos.

Para que a sua loja tenha o êxito desejado, é preciso planejamento, controle de estoque apurado, um fluxo de caixa bem alinhado e disponibilidade para atender clientes 24h por dia, 7 dias por semana.

4. Deixar cliente esperando resposta

Essa é uma questão super simples, que deveria ser evidente para qualquer pessoa que pensa em ter um comércio, seja ele físico ou online.

Pensemos da seguinte forma: se o seu cliente entra na sua loja, escolhe um produto e lhe pergunta “tem em outro tamanho?” ou “tem em outra cor”?

O que você faz? Deixa o cliente esperando, sem uma resposta?

Na loja virtual isso não é diferente. Quem pergunta quer ser respondido. E você, como comerciante, precisa estar atento para dar retorno rápido e gentil a todas as dúvidas, contatos e interações de seus clientes. Porque presença digital não é apenas criar uma loja online, é construir uma reputação e vínculos não-presenciais com seus clientes.

Portanto, um fator que precisa ser considerado no seu planejamento é ter sempre uma pessoa à disposição para responder todas as questões e atender da melhor forma possível, todos aqueles que interagem com a sua loja virtual. E-commerce é para quem quer crescer. E para crescer no mundo digital, é preciso se conectar!

E então, gostou dessas dicas? Quer saber mais sobre este tema? Recomendamos a leitura do artigo: Ebit: o que é e qual a sua importância para uma Loja Virtual?

Show Full Content
Anterior Marketing digital: vaidade ou estratégia de negócio?
Próximo Como criar uma mentalidade de inovação e colaboração na sua empresa?
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

SPED Fiscal 2020: Saiba o que vai mudar e como preparar sua empresa

19 de julho de 2019
Fechar