17 de fevereiro de 2020
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Já falamos aqui, algumas vezes, sobre uma tendência crescente de negócios no Setor de Serviços. Há inúmeros fatores envolvidos nesse movimento, dentre eles o fato de que as novas gerações chegam ao mercado de trabalho com outras perspectivas sobre necessidades, consumo e conforto, por exemplo.

É nesse sentido, o de criar novas perspectivas e gerar oportunidade de ganhar dinheiro que desenvolvemos este artigo. Afinal, o ano recém está começando e com ele surgem novas chances de tirar seus sonhos do papel. Já pensou em largar tudo e abrir sua própria empresa? Ser dono do seu tempo e do seu dinheiro?

Quem sabe alguma dessas 7 ideias poderosas de negócios no setor de serviços possa ajudar você e transformar sua vida! Já pensou?

Então, não perca tempo e fique de olho nas nossas dicas de negócio!

1. Produção de conteúdo para blog e redes sociais

Antes de mais nada precisamos falar em copywriting que é a atividade de quem desenvolve conteúdos educativos e persuasivos para empresas e marcas, sobretudo, na internet.

A criação de conteúdos de maneira estratégica e consistente é uma medida bastante comum na atualidade. Pode-se dizer, inclusive, que o mercado de marketing de digital está mais aquecido que nunca!

Nós mesmos já compartilhamos alguns artigos sobre estratégias de marketing que mencionam a importância dessa tendência de resolver problemas dos seus potenciais clientes, gratuitamente, agregando valor ao seu produto ou serviço. Neste caso, então, a primeira ideia de negócio lucrativo no setor de serviços, é você botar o seu conhecimento e criatividade a toda prova, para levar informação de qualidade e estreitar laços entre empresas e seus futuros clientes.

A produção de conteúdo é uma das formas mais eficazes de potencializar os lucros da sua empresa, artigos que respondem as necessidades dos clientes são fundamentais no processo de venda, é o que explica o palestrante e especialista em SEO Wesley Alves em sua palestra motivacional para funcionários.

Nesse sentido, você poderá desenvolver competências que irão ajudá-lo como conhecimento de SEO para ter um bom ranqueamento de suas postagens nos mecanismos de busca do Google.

2. Desenvolvimento de softwares e aplicativos

Por certo, nós somos suspeitos para falar em desenvolvimento de softwares e aplicativos, não é mesmo? Afinal, optamos por esse segmento há anos, quando essa nem era uma tendência de negócio.

Hoje, o mercado de fintechs movimenta investimentos e desperta a atenção de grandes investidores em todo o mundo. Nesse sentido, quando falamos em desenvolver softwares e aplicativos, não nos limitamos à ideia de programas de gestão empresarial, mas todo tipo de solução. Isso inclui jogos, aplicativos de planejamento, edição de fotos e vídeos, criação de figuras e memes para redes sociais, soluções para treinamentos de equipes, aplicativos de tradução, sites e e-commerce.

Quer um exemplo de aplicativo super criativo e que vem revolucionando o mercado de serviços de beleza? Conheça o Singu.

Enfim, possibilidades não faltam. Se acaso você sabe programar, tem um universo de ideias de negócios à sua disposição.

3. Publicidade Online

Sem dúvida, você já deve ter sido impactado por algum (ou vários) anúncios de empresas dos mais variados ramos. Seja nas buscas no Google, ou mesmo rolando a sua tela do Facebook ou Instagram.

Além do Google Ads, fonte mais que renomada de prospecção de leads. Redes como Facebook, Instagram e LinkedIn tornaram-se potenciais espaços para lucrar com anúncios. Nessa lógica, o Marketing Digital tornou-se um setor com bastante aderência na atualidade. Mas nem todo empresário está pronto para gerenciar campanhas e anúncios. Muitos, nem mesmo compreendem como funciona esse tipo de mecanismo.

Logo, se você gosta de publicidade e tem afinidade com tecnologias, essa é uma oportunidade para especializar-se no assunto. Aproveitamos essa dica de negócio para informar que o próprio Google tem processos de certificação, gratuitos, que lhe permitem conhecer a fundo como funciona o marketing em cada uma de suas redes: Pesquisa, Display, YouTube e Shopping.

Quantos às demais redes, todas possuem tutoriais super práticos! Confira: Facebook Ads; Instagram Ads e LinkedIn.

4. Especialista em Organização de Ambientes

Você pode estar se perguntando “mas desde quando isso é profissão inovadora?”

Anteriormente mencionamos que as rotinas mudaram, expectativas, comportamentos e hábitos de consumo também. É justo nesse sentido que, frente à agitação do dia a dia e o consumo desenfreado, muitas pessoas acabam acumulando bem mais coisas do que deveriam e sofrem para conseguir deixar tudo em seu lugar.

É então que se fortaleceu a demanda por pessoas qualificadas que organizem ambientes, com método próprio, a fim de facilitar a convivência dos habitantes da casa.

O termo mais empregado, provem do inglês Personal Organizer. E os exemplos são muitos, como: Marie Kondo e Organize sem Frescura.

5. Aulas Online

Inegavelmente você já deve ter ouvido falar em infoprodutos. Estes podem ser ebooks ou mesmo vídeo aulas ensinando algum conteúdo em meio virtual. Desse modo, quando pensamos em aulas ou livros online os assuntos podem ser os mais variados, de acordo com os seus conhecimentos e experiências.

Por exemplo, digamos que você é ótimo em Marketing Digital, você pode adotar uma proposta como a da Camila Porto que desenvolve cursos online tirando dúvidas e ensinando, desde os conhecimentos mais básicos, até o conteúdo avançado, sobre publicidade online.

Ademais, você deve ter em mente que aulas e cursos online podem abranger os mais variados conteúdos. O que lhe permite, além da economia e flexibilidade de horários, a chance de ensinar praticamente qualquer coisa. Duas plataformas interessantes para conhecer antes de empreender neste ramo são: a Hotmart e a Udemy. Vale a pena conferir!

6. Design Gráfico

Se acaso você é super ligado às tecnologias e adora criar artes e editar imagens e vídeos, essa pode ser a opção de negócio certa! Um segmento moderno e altamente lucrativo é a carreira de designer.

Apostando nesse nicho, você pode faturar muito bem cirando identidade visual para empresas, logotipos, banners e diversos materiais gráficos. E melhor, todos esses serviços podem ser realizados do conforto da sua casa, sem a necessidade de investir em um ponto comercial, por exemplo.

7. Fotografia

Por fim, trouxemos uma dica de um negócio no setor de serviços que não é propriamente inovador, mas que modernamente tem potencial para atender às necessidades de quem quer empreender sem grandes custos e com flexibilidade. Vamos falar de ganhar dinheiro com fotografia. Seja você um fotógrafo profissional ou apenas um amador com sensibilidade de uma boa câmera, esse nicho de mercado tem demanda garantida em eventos como casamentos, aniversários e formaturas. Ou, ainda, para cobertura de viagens. É isso mesmo, você sabia que muitos fotógrafos estão potencializando seu faturamento ao acompanhar viagens e produzir fotos dos viajantes? Duvida? Então, confere esse artigo incrível publicada no blog Viajarei, sobre os serviços de aluguel de fotógrafo.

E então, gostou deste conteúdo? E se você quiser entender porque deve investir no setor de serviços, recomendamos a leitura do artigo: Comércio e Serviços: conheça o setor que mais cresce no Brasil

Show Full Content
Anterior Guia Tributário: tudo o que você precisa saber sobre ICMS em 2020
Próximo Como reduzir os custos da sua empresa em 2020
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Dicas para fechar o caixa da empresa no azul e evitar surpresas

23 de novembro de 2016
Fechar