30 de setembro de 2020
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Antes de mais nada, o fluxo de caixa, ou seja o dinheiro que entra e sai da sua empresa é fator altamente relevante no dia a dia de qualquer empreendedor.

Nesse sentido, o fluxo de caixa exige do empreendedor ou gestor, um cuidado constante e preciso, como o lançamento de contas a pagar e a receber, despesas futuras etc. 

E não há nada que deixe um empreendedor mais revoltado que saber que está perdendo dinheiro ou com o caixa negativo.

Com as nossas dicas, você não precisa se preocupar. Controlar seu fluxo de caixa pode ser bem mais simples do que você imagina!

Se acaso você está começando a empreender e sente que precisa de maior clareza sobre o que é fluxo de caixa e como controlá-lo, siga lendo este artigo. Nele, além de explicar e exemplificar as características dessa etapa da gestão empresarial, compartilhamos uma completa planilha exclusiva para que você possa dar os primeiros passos rumo a um gerenciamento mais eficiente do seu negócio. 

O que é e como funciona o Fluxo de Caixa?

Objetivamente, o fluxo de caixa é centralização dos dados financeiros de uma empresa. Ou seja, os valores que entram no seu caixa (como vendas, receitas diversas) e os valores que saem do seu caixa (como despesas: aluguel, água, energia elétrica etc.). A diferença entre os valores de entradas e saídas será o saldo do seu caixa.

Nesse sentido, seu papel é fundamental para que empreendedores possam diagnosticar a saúde financeira do seu negócio. Bem como, manter um equilíbrio entre receitas e despesas. Além disso, um controle financeiro bem apurado, permite que se tenha informações mais seguras na hora de decidir fazer novos investimentos, comprar novos produtos ou mesmo fazer novas contratações.

Apesar de ser algo de extrema importância, não são raros os casos em que esse processo é feito por meio de cadernos. Prática essa que além de ultrapassada, é trabalhosa, toma muito tempo e implica em um alto risco de erros humanos.

Logo, é interessante sempre buscar meios de automatizar os processos de gestão. Imagine a simplicidade de poder acompanhar todos os seus lançamentos e operações financeiras em uma só lugar, através de uma interface fácil de manejar? Com um Sistema ERP como o SIGE Lite é possível fazer isso, sem pagar nada! Tendo total controle das suas finanças. Experimente!

Mas, voltando ao assunto… se você ainda não se sente pronto para implantar um software de gestão, não precisa se preocupar. Nós disponibilizamos um passo a passo para que você crie suas próprias estratégias de controle de fluxo de caixa. Além disso, no final deste artigo, compartilhamos uma completa planilha financeira. Nela, você encontrará gráficos e diferentes exemplos de como ranquear seus custos e proventos. Vale a pena conferir!

Passo a passo para tem um Fluxo de Caixa impecável

Para que o seu dinheiro se multiplique é necessário cuidar muito bem dele. Por isso, contar com ferramentas de controle de fluxo de caixa é fundamental.

Agora que você já sabe o que é o fluxo de caixa e já entende a sua importância para a rentabilidade da sua empresa. É chegado o momento de trilhar os passos para ter um controle financeiro impecável. Confira nossas sugestões!

Passo 1 – Qual o seu saldo inicial?

Antes de mais nada, pensar em financeiro é pensar em dinheiro. Por isso, identifique quanto você tem de saldo. Você sabe quanto a sua empresa tem em caixa hoje? Não? Então, trate de correr atrás dessa informação para poder começar a criar sua estratégia de controle e acompanhamento.

Passo 2 – Separar o que são receitas e o que são despesas

Cumprida a primeira etapa, é chegado o momento de separar o que são despesas e o que são receitas. Mas mais do que isso, aproveite este momento para realizar uma análise de onde está indo o dinheiro da sua empresa. Há custos que podem ser reduzidos ou cortados?

Onde você ganha mais dinheiro? Quais os produtos mais vendidos? Seus preços estão compatíveis e atrativos?

Fazer esses questionamentos é bastante útil para categorizar seus grupos de lançamentos e entender qual a melhor forma de empregar os recursos do seu negócio.

Nossa dica é que você segmente as categorias em: insumos, mão de obra, transporte, impostos… estas categorias o ajudarão a ter maior organização na hora de lançar os valores e de fazer análises futuras.

Passo 3 – Aprenda a registrar tudo

Primeiramente, quando falamos em registrar tudo, é tudo mesmo! Ter registros de todas as suas vendas, de todos os pagamentos recebidos em dinheiro, em cartão de crédito etc. Assim como todos os gastos, desde itens simples como lâmpadas, manutenção de algum equipamento, até grande compras de mercadorias. Tudo isso deve estar registrado e organizado em sua devida classificação.

Por exemplo, imagine que você tem uma pequena loja de doces e está pensando em expandir o negócio. Mas para isso, precisa ampliar o estoque. Com um fluxo de caixa bem organizado, você poderá acessar suas informações financeiras e planejar o momento mais adequado para fazer essa obra, com estimativas e projeções precisas.

Empreendedor que tem controles eficientes, não depende de achismos.

Depois do esforço inicial de reunir lançamentos e compras passados, virão os novos lançamentos, já muito mais simples e exigindo menos tempo de cadastro. Se você tiver uma solução tecnológica como um ERP onde pode criar cadastros de todos os seus fornecedores e clientes, na hora de registrar uma compra ou venda, será muito mais prático. Pois o sistema irá puxar as informações já informadas uma vez, replicando sempre que necessário.

E, claro, com o uso da tecnologia é possível aplicar filtros por datas, por produtos, por valores e até formas de pagamento. Sem dúvida, com o caderninho, fica infinitamente mais difícil criar um relatório financeiro.

Benefícios de manter o Fluxo de Caixa sempre em dia

Por certo, é natural de quem empreende a necessidade de estar em constante movimento. Investir e reinvestir é prática comum no mundo dos negócios. Mas para isso, é fundamental tem visão panorâmica do negócio. E essa visão ampla é uma das maiores vantagens de um controle de fluxo de caixa organizado e eficiente.

Consequentemente, com essa visão ampliada torna-se possível fazer previsões do fluxo de caixa, identificando ganhos e possíveis perdas. Mas que previsões seriam essas? Por exemplo, identificar, previamente, períodos de escassez ou sazonalidade, estimar sobras ou possibilidades de potencializar resultados de vendas. Essa visibilidade previne estresses futuros, tais como a falta de mercadoria ou mesmo uma crise que afete a liquidez da sua empresa.

Para facilitar esses processos de gestão financeira em sua empresa de prestação de serviços, loja ou restaurante, nós aproveitamos para compartilhar nossa planilha exclusiva e gratuita para que você inicie os seus lançamentos de fluxo de caixa.

Basta clicar no botão abaixo e desfrutar de todos os benefícios dessa ferramenta.

E então, gostou do conteúdo? Quer mais dicas para gerenciar sua pequena empresa? Recomendamos a leitura do artigo: Dica de Negócio: Máquinas para Ganhar Dinheiro sem sair de casa.

Show Full Content
Anterior Como a minha empresa pode abrir capital na Bolsa de Valores?
Próximo Conheça a integração do SIGE Cloud com a Signashop

3 thoughts on “Como fazer o fluxo de caixa da sua empresa: planilha para download

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

6 dicas para você começar a vender pelo WhatsApp agora

16 de abril de 2020
Fechar