14 de dezembro de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Para garantir o sucesso do seu negócio no mundo digital, especialmente em um mercado tão competitivo, é necessário saber definir estratégias. Não é uma novidade que as redes sociais transformaram a forma de empreender. E uma gestão de mídias sociais eficiente está no centro de toda essa mudança.

Certamente, as redes sociais garantem uma aproximação com o público de forma pessoal e constante. Logo, com tantas ferramentas como, por exemplo, as hashtags há uma janela ampla de possibilidades. Não só a conexão com o público, como também a própria divulgação da marca, tudo isso é proporcionado pelas mídias. E não é necessário o uso das propagandas pagas, obrigatoriamente, para garantir essa visibilidade. A divulgação é como uma reação em cadeia, um influenciando o outro dentro de sua rede.

Antes de conhecer as opções, conheça seu negócio

Antes de mais nada, existem alguns detalhes sobre o seu negócio que podem influenciar diretamente em uma escolha consciente. Primeiramente, você deve ter suas personas bem definidas. As personas são mais que o público-alvo, são figuras que personalizam seu público. Por exemplo, para uma empresa no ramo do empreendedorismo jovem, o público alvo é entre os 20-27 anos. Agora, com essas informações você consegue adaptar a linguagem e suas ofertas.

Entretanto, com as personas você pode muito mais, sendo possível verificar se o seu produto é sólido o suficiente. Primeiramente, faça uma análise sobre as dores da persona e como o seu produto soluciona esses problemas. A partir daí, determine um nome fictício, assim como idade, classe social. É o momento de deixar a imaginação fluir, criar uma estória que ligue essa pessoa a sua empresa.

Com esse perfil bem definido é muito mais fácil focar em qual estratégia seguir ou quais ferramentas utilizar.

A partir desse ponto, é preciso ter um bom planejamento, saber suas metas e objetivos a serem cumpridos com o uso das mídias. Outro fator importante, é estimar um valor a ser investido. Quando se ultrapassa essa fase é essencial, conhecimento técnico, dessa forma se garante o melhor custo-benefício.

Definindo as mídias

Poderíamos, facilmente, trocar o título desse tópico para “definindo as estratégias”, por serem itens dependentes. É muito importante saber a estratégia e ela deve ser aplicada na rede escolhida.

Por isso é fundamental ter uma boa etapa de planejamento. Uma vez definida a sua mídia, é preciso entender que ela determina, a partir do seu público e objetivos, as técnicas a serem aplicadas.

A seguir apresentaremos algumas das principais redes utilizadas por empresas em todo o mundo:

Facebook

A rede possui um suporte completo para o marketing digital. Apesar de não estar mais tão em alta, ela ainda é utilizada em todo mundo por milhões de pessoas. É uma rede sólida com propagandas pagas (Facebook Ads) bem definidas e com bons resultados. Reúne uma grande quantidade de informações sobre uma marca, como endereço, telefone, fotos, entre outras.

A faixa etária de seus usuários é um pouco mais alta que outras redes. Apesar disso, o Facebook tem um equilíbrio interessante entre a informalidade e formalidade.

Para iniciar no Facebook basta criar um perfil e enriquecer de informações. O tráfego orgânico é mais prejudicado nessa rede, se não houver divulgação em grupos ou diferentes perfis. A grande vantagem do Facebook são os Ads bem direcionados, ou mesmo os grupos, onde é possível uma propaganda sem custo. Os compartilhamentos entre amigos também colaboram para tornar a marca conhecida de forma proporcional.

Instagram

O Instagram com certeza é o topo dos aplicativos mais utilizados nos últimos anos. Apesar da falta da versão em desktop é muito difícil achar alguém que não tenha o famoso “insta”. O seu público é o mais jovem de todas as redes e, particularmente ligado à tecnologia.

Essa rede é focada, especialmente, na questão visual. Quem nunca viu um bolo bem confeitado em uma prateleira e comprou, sem ao menos ter certeza se era bom? Esse tipo de estratégia é antiga e funciona há séculos.

De início, o Instagram requer fotos que harmonizem com a imagem e o produto da empresa. Desde a escala de cores até técnicas de design, tudo faz parte da construção de um feed que chame atenção. A ideia principal é gerar conteúdo compartilhável e que alimente o cliente, de forma que ele passe horas no perfil.

A interação também é importante, por isso é necessário ter alguém para responder os directs (mensagens privadas) e comentários. O conteúdo deve ser diverso e constante!

Nesse sentido, o Instagram é uma rede democrática que resume o conceito do Facebook, com o uso de imagens e legendas. Entretanto, ela garante uma diversão rápida, com vídeos curtos, divertidos e interativos.

O uso de influencers também é bem aplicado, por essa conexão diária que estes criam com a audiência. É como acompanhar o cotidiano dessas pessoas de perto. Então, o seu nível de confiabilidade também aumenta.

LinkedIn

É a rede oficial do trabalho. Antigamente, era vista somente como perfil profissional. Hoje, sua abordagem muito criativa e que permite a criação de conteúdo altamente relevante, tornou-a um ambiente onde se equilibram o lado formal e a necessidade de atingir pessoas. Existem diversas marcas que já entregam para o seu público um conteúdo de qualidade por essa rede.

Há regras e algumas técnicas de otimização que podem ser aplicadas ao se postar um texto. Os principais temas explorados são negócios, produtividade e caminhadas profissionais. Mas ainda é um ambiente pouco explorado e que garante uma conversa interessante entre marca e profissionais.

Para começar, o ideal é criar um perfil da empresa com o máximo de detalhamento possível (isso facilitará a visibilidade do seu negócio nesta mídia). Feita a primeira etapa, é chegado o momento da produção de artigos. Um elemento muito importante aqui é saber quem você deseja atingir, se é o mundo corporativo ou potenciais colaboradores, por exemplo.

Conclusão

Existem outras redes como Youtube ou Twitter, ambas com alto índice de produtividade. A questão é que o seu público deve fazer mais que simplesmente frequentar a rede. Você deve também trabalhar o conteúdo de forma a fazê-lo voltar por mais. Para isso é preciso trabalhar com elementos de segmentação de públicos-alvo, SEO e uma série de otimizações que farão toda a diferença nos seus resultados de marketing nas redes.

Em resumo, a maior vantagem das redes sociais é a possibilidade influenciar e gerar engajamento com pouco mais de um clique. As mídias garantem um espaço para pequenas marcas, precisando de nada além de postagens atrativas. E, claro, criatividade regada de conhecimento técnico sobre o seu produto ou serviço e sobre a ferramenta que se usa.

O importante é sempre ficar atento às métricas e ajustar o trabalho de acordo com feedbacks recebidos. E, você, gostou do conteúdo? Qual é a melhor rede para o seu negócio?

Conteúdo desenvolvido em parceria com a Agência de Marketing Digital  WebTrends.

Show Full Content
Anterior Saiba como calcular o 13º salário na sua empresa: planilha para download
Próximo Como preparar o seu estoque para as vendas de Natal
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Como fazer uma cotação de preços? – Planilha para Download

21 de junho de 2019
Fechar