Conteúdos práticos e úteis para simplificar a gestão empresarial.

Com as novidades da nova versão da NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) a busca por um emissor de notas fiscais começou. A busca é ainda maior para opções de emissor NF-e 4.0 gratuito. A NF-e 4.0 é uma nova versão do layout da nota fiscal que chegou para substituir a versão 3.1.

Essa mudança de layout possui mudanças significativas no momento de emitir a nota fiscal e transmitir as informações para a Secretaria da Fazenda.

Mas não se preocupe, o SIGE Lite é um emissor gratuito de notas fiscais e está totalmente adaptado às novas regras e mudanças fiscais da NF-e 4.0! 😉

Neste artigo vamos te explicar tudo o que mudou com essa nova versão e como realizar a emissão de forma rápida e prática. Confira!

Por que o modelo da NF-e 4.0 foi adotado?

A NF-e 4.0 chegou para substituir o antigo layout (versão 3.1), a mudança foi anunciada em novembro de 2016 pelo Encat (Encontro Nacional de Coordenadores e Administradores Tributários Estaduais).

O uso da nota 4.0 se tornou obrigatório a partir de 2 de agosto de 2018, estando totalmente atualizada conforme a legislação, processos e particularidades fiscais.

Atualizações drásticas como esta costumam demorar para acontecer na prática devido a exigência do próprio Encat, que ordena a validação das alterações apenas quando existem atualizações acumuladas.

Essa exigência tem como base uma análise dos sistemas emissores, pois qualquer pequeno e importante ajuste que não seja bem realizado pode afetar todas as empresas emissoras de notas. 🤗

Quais são as principais mudanças da nota 4.0?

Diversas alterações entraram em vigor junto com a NF-e 4.0, porém as principais são:

Informação de pagamento: este campo se tornou de preenchimento obrigatório. Sendo assim, será necessário preencher a seção “Grupo de Informações de Pagamento”;

Fundo de Combate à Pobreza: agora será possível incluir o FCP na taxa de ICMS, sendo opcional no arquivo XML;

Indicador de presença: este campo tem como objetivo informar e identificar a presença do contribuinte no estabelecimento comercial;

Indicador de escala relevante: é possível que bens e mercadorias não submetidos ao regime de Substituição Tributária sejam sinalizados com o Indicador de Escala Relevante. Com isso, no momento da emissão da nota deve ser informado se o produto é ou não produzido em Escala Relevante;

Código GTIN: este é um modelo de código de barras que passa a ser obrigatório, seguindo as normas do Cadastro Centralizado de GTIN (CCG). Caso algum produto não tenha o código GTIN, na nota fiscal deve constar como “Sem GTIN”;

Protocolo TLS: para garantir a segurança dos dados e processos fiscais, a NF-e 4.0 passa a contar com o protocolo TLS como padrão de comunicação. O objetivo é melhorar o controle das transações e evitar vulnerabilidades;

Campos padronizados: diversos campos da NF-e foram alterados ou removidos, e alguns adicionados. Como as modalidades de frete e campos de IPI, que possuem um padrão específico a ser seguido.

Facilitando a emissão de notas fiscais 4.0 grátis

Ainda não encontrou o sistema certo para a emissão gratuita de notas fiscais? Nós temos a solução pra você. E sabe o melhor de tudo? Não vai doer no seu bolso pois é ilimitada e TOTALMENTE GRATUITA! 🤑

O SIGE Lite conta com um emissor seguro e totalmente adequado às atualizações.

O SIGE Lite é nativamente integrado ao SIGE Cloud, assim você vai continuar vendendo e emitindo suas notas de acordo com legislação vigente, tanto online quanto offline.

Emita suas notas fiscais eletrônicas com facilidade e de graça, utilize o SIGE Lite! Com ele você emite a NF-e facilmente a partir de suas vendas, com os cálculos dos impostos e dados sendo sendo enviados de forma automática.

Não perca mais nenhuma venda, trabalhe online e offline com o SIGE Lite!

Show Full Content
Anterior Personas: Descubra o que são e como criá-las de maneira fácil!
Próximo Novidades da versão 2.0.36 do SIGE Cloud
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Dicas para ter mais sorte no ano novo sem superstição

20 de dezembro de 2016
Fechar