8 de julho de 2020
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

O fluxo de caixa é um importante indicador de sucesso para qualquer empresa, já que, pela contabilização de entradas e saídas de capital, torna-se possível saber exatamente como anda a saúde financeira imediata do negócio. Mas alguns erros ainda são bastante comuns na hora de se elaborar o controle de fluxo de caixa, fazendo com que se tenha uma percepção equivocada sobre o caminho tomado pela empresa. Melhor se prevenir, não acha? Pois neste post mostraremos como um simples deslize pode acabar comprometendo seu negócio para que você os evite a todo custo! Então não perca:

Deixar o fluxo de caixa desorganizado

Muitas empresas ainda fazem seus fluxos de caixa em planilhas, apenas listando as entradas e saídas, sem categorizar nada. Essa prática pode levá-lo a cometer erros como investir em produtos e serviços que não têm uma rentabilidade boa e deixar de priorizar aqueles que trazem um maior retorno para a empresa. A falta de organização no seu fluxo de caixa também esconde quais são os verdadeiros ladrões do seu dinheiro, ou seja, aquelas despesas desnecessárias que consomem seu orçamento mês a mês. Então nada de bagunça!

Demorar a atualizar as informações

Manter um fluxo de caixa atualizado é essencial para que você tenha pleno controle das finanças da empresa. Por isso, o fluxo de caixa deve preferencialmente ser atualizado assim que a entrada ou a saída de dinheiro acontece. Mas nem todo mundo tem esse hábito, o que faz com que erros de lançamento ou até puros esquecimentos aconteçam. Para manter o fluxo de caixa da sua empresa sempre atualizado, avalie a aquisição de um software de gestão. Dessa forma, além de manter o controle financeiro, você ainda terá uma solução integrada e de maior segurança na exatidão e no armazenamento dos dados do que as ultrapassadas planilhas.

Gastar antes de receber

A projeção do fluxo de caixa é vital para que você programe pagamentos, investimentos e outras obrigações da empresa. Mas não utilize a projeção para gastar dinheiro sem antes tê-lo recebido, afinal, o cliente pode atrasar o pagamento, os bancos podem entrar em greve, uma despesa mais urgente pode surgir e, consequentemente, você vai ficar com seu fluxo de caixa no negativo. Assim, o ideal é que você programe suas entradas para determinados momentos do mês, tratando de esperar que os pagamentos sejam concretamente efetuados antes de fazer qualquer tipo de investimento ou gasto.

Usar o excedente para abarrotar o estoque

Seu fluxo de caixa tem um excedente e você resolve abarrotar o estoque para aproveitar preços bem menores. Mas será que tudo será vendido a tempo? Lembre-se sempre de que estoque é dinheiro empatado e que, quanto maior for seu estoque, maior também será o valor despendido para mantê-lo. Dessa forma, antes de colocar seu excedente paradinho no depósito, avalie opções de aplicações em bancos e outros investimentos que você possa fazer sem comprometer a rentabilidade da empresa.

Depois que você tiver seu fluxo de caixa bem estruturado, não se esqueça de nos contar aqui se realmente cometia algum desses erros, viu? Como os superou? Compartilhe suas experiências conosco e participe da conversa!

Show Full Content
Anterior Gastos com Veículos: modelo de planilha para download
Próximo Falhas que jamais devem acontecer no controle de estoque

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Como criar uma empresa de Pequenos Reparos Residenciais

24 de outubro de 2019
Fechar