16 de julho de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Cultivar registros de fluxo de caixa confiáveis e cuidadosamente elaborados é um dos maiores desafios de quem se encontra à frente da gestão de qualquer empresa, não é mesmo? Afinal de contas, essa ferramenta tem alta importância na compreensão, por parte do gestor, da saúde financeira de seu negócio, o que leva a um processo de tomada de decisões mais certeiras sobre onde aplicar recursos, assim como sobre a avaliação de novos investimentos e a visualização de oportunidades.

Mas será que você realmente sabe o que pode fazer para melhorar o fluxo de caixa da sua empresa? Pois confira agora mesmo nosso post e acompanhe nossas dicas!

Categorize suas despesas e suas receitas

Deve-se entender a fundo o funcionamento das contas a pagar e a receber. Para isso, é importante acompanhar cada lançamento de maneira bem minuciosa, classificando as transações em categorias ou tipos, a fim de reconhecer de onde vem cada movimentação e checar onde gasta mais e onde se fatura mais. Suas receitas podem, por exemplo, ser originadas de aluguéis a receber e das vendas corriqueiras do negócio, enquanto as despesas podem ser relacionadas a contas de serviços diversos — como água, luz e telefone — aluguéis de salas a pagar, compra de material de escritório, pagamento de salários de funcionários e de impostos e assim por diante. O importante é saber o que é o que.

Controle e corte despesas desnecessárias

Como, a essa altura, você já tem muitas informações sobre seus lançamentos, que estão devidamente categorizados, é possível entender onde a empresa tem gastado demais ou de forma dispensável. Com esses dados em mãos, restrinja — ou até elimine — os custos vistos como pouco necessários para o desempenho adequado da equipe. Se não é imprescindível, para que manter?

Fique atento ao calendário de faturamento

Deve-se ter muita atenção às contas a receber, não só no que se refere a seus valores, mas principalmente em relação às datas de vencimento. Para que você possa se programar para investir no crescimento de alguma parte do negócio com mais propriedade, é essencial saber quando exatamente os recursos entram na empresa. Vale dispensar uma atenção especial aos lançamentos distribuídos ao longo dos meses — resultantes das vendas a prazo —, que podem causar uma falsa impressão de dinheiro em caixa.

Seja claro e coerente nas informações

Lembre-se de que os lançamentos registrados devem ser inteligíveis para qualquer pessoa que deseje ler o fluxo de caixa da empresa, ok? Por isso, os relatórios contábeis não devem trazer falhas, falsas expectativas de receitas ou previsões incorretas de despesas. Esses casos, além de impedirem um bom entendimento da saúde financeira do negócio, exigirão posteriores retrabalhos e podem até trazer perdas financeiras, com pagamentos errados de impostos e outros diversos possíveis problemas. Seja realista e objetivo em suas previsões financeiras.

Aproveite ocasionais vantagens de pagamento

Muitos fornecedores oferecem descontos para pagamentos à vista ou antecipados. Caso isso se apresente como uma boa solução para sua empresa, não deixe a oportunidade passar. Vale ter uma boa relação com seu fornecedor e verificar o que pode ser mais interessante para o momento pelo qual sua empresa vem passando. O mesmo pode ser instituído com a utilização de um cartão de crédito corporativo, por exemplo. Se o pagamento parcelado for vantajoso, não deixe de usá-lo, mas faça os lançamentos adequadamente no fluxo de caixa, mês a mês.

Viu como é possível otimizar o fluxo de caixa da empresa apenas com algumas rotinas e hábitos? Agora comente aqui e nos conte o que você tem feito para aperfeiçoar essa ferramenta em sua empresa!

Show Full Content
Anterior Escritório de Contabilidade: como escolher a melhor opção
Próximo Crise: como sua empresa deve enfrentar e superar esta situação

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Envio de Documentos para a Contabilidade: checklist em Excel

9 de março de 2017
Fechar