Conteúdos práticos e úteis para simplificar a gestão empresarial.

Sem dúvidas você já conhece, seja pela logo ou pelo nome alguma dessas big techs: Amazon, Google, Apple, Tesla e Nubank.

Reconhecidas internacionalmente pelo enorme valor financeiro que representam, as gigantes da tecnologia estão revolucionando a forma como nós, pessoas comuns, nos relacionamos com o mercado. Seja oferecendo facilidades, ou resolvendo problemas que historicamente nos atormentavam e pareciam sem solução.

Mas o que são BIG TECHS?

Primeiramente, cabe explicar que as big techs são as empresas gigantes da tecnologia. Elas ganham esse título por destacarem-se em seu setor e atingirem um público em grande escala, movimentando um capital trilhões de dólares.

Por certo, inovação é a palavra de honra dessas empresas. Mesmo atuando em diferentes áreas, o principal ponto em comum entre todas elas é a aposta em inovação para transformar e influenciar comportamento das pessoas. 

Produtos e serviços como SOLUÇÕES!

Seus produtos e serviços são, via de regra, simples de entender e atendem diretamente uma necessidade de muitas pessoas. Seja no segmento de entretenimento, comunicação, vendas, soluções financeiras etc.

Nesse sentido, quem tem uma ideia e conquista o pódio da inovação tecnológica tem muito a ensinar. Afinal, não é do dia para noite que uma ideia comum se torna um império. E conhecer os altos e baixos dessas big techs pode ajudar você que tem uma micro ou pequena empresa, a transformar seu negócio. Por isso, selecionamos 5 dicas preciosas implementar agora mesmo. Confira!

Apple: inovação constante

A marca da maçã mordida foi criada na metade da década de 1970 por 3 jovens amigos Steve Wozniak, Steve Jobs e Ronald Wayne. À época, eles compartilhavam a ideia de criar um computador para uso pessoal. Atualmente, a Apple comercializa um leque de opções que vão desde computadores, fones sem fio, relógios inteligentes e outras soluções inovadoras que eram inimagináveis até bem pouco tempo.

Agora, com um valor de mercado que ultrapassa os US$ 2 trilhões, é interessante destacar um grande diferencial da Apple: a inovação constante.

Diferente do que alguns de seus clientes podem lhe dizer, não é preço a questão!

Pois os produtos da Apple estão bem longe de serem considerados baratos. Ainda assim, a marca está cada dia mais valiosa, inovando na qualidade, nos detalhes e apostando em seu slogan Think different. Desse modo, seus clientes fiéis esperam ansiosamente por cada novo iPhone, cada novo MacBook ou Apple Watch, tudo lançado com correções, melhorias e foco total na usabilidade e na segurança.

E você aí, ainda está passando trabalho com clientes que questionam os preços de seus produtos e serviços? Quem sabe a grande sacada de inovação no seu negócio seja fundamentar uma comunicação pautada na qualidade do que oferece? Mais que nunca, é preciso demonstrar que preço e valor são fatores totalmente diferentes!

Google: compartilhar conhecimento e comunicação transparente

Dá para acreditar em um mundo sem os serviços do Google? Pois é, hoje em dia não! Mas você sabia que até 1998 existia um outro mundo, sem o maior buscador de informações?

Inicialmente, o Sergey Brin e Larry Page, idealizaram um ranking de sites com o objetivo de organizar as buscas na internet. Pouco mais de 20 anos se passaram e hoje o Google é o navegador mais utilizado em todo o planeta. Ademais, com o passar dos anos as necessidades se transformaram e o velho buscador tornou-se uma plataforma de compartilhamento de conhecimento. A diversidade na oferta de serviços como o Google Ads, Google Meu Negócio, Google Analytics, Google Classroom, Google Shopping e tantas outras soluções, fez com que a marca ultrapassasse o valor de mercado de US$ 1 trilhão.

E a dica nesse caso é especialmente pensar no seu negócio como uma forma de se comunicar com seu público e compartilhar conhecimento. Agregar valor à sua clientela é também entregar gratuitamente conteúdos que possam formar seu público, ajudá-lo ao longo da jornada de aquisição. Educar o público, ensinar sobre suas necessidades e sobre o que podem ter e ser com o seu produto ou serviço é um diferencial no qual o Google apostou e hoje, essa é uma das marcas que mais influencia nossa forma de lidar com a informação em todo o mundo.

E você, disse algo relevante para o seu público hoje? Algo além de “compre de mim”?

Amazon: ser simples é o que importa

Quer comprar um livro, um jogo, chinelos ou leite condensado? Tudo isso e mais uma infinidade de outros produtos, você encontra na plataforma da Amazon.

Fundada em 1994, essa big tech surgiu apenas vendendo livros online. Mas quem busca um livro, compra também outros itens e ano após ano, a plataforma foi diversificando sua oferta. Atualmente, a marca que já ultrapassou o US$ 1,5 trilhão de valor de mercado, já vende de tudo.

Nessa lógica, a grande aposta dessa big tech foi na simplicidade. Com uma plataforma que está longe de ser a mais bonita e ultra-tecnológica, ao entrar no site da Amazon o usuário vê tudo o que precisa de modo muito fácil o que transforma totalmente a jornada de compra. Menos etapas, rapidez na entrega e mecanismos efetivos de fidelização são os grandes diferenciais da marca.

E você está preparando bem o básico? Ou está perdendo tempo em algo muito bonito que nem sempre é compatível com a realidade dos seus clientes? Pense nisso!

Tesla: esteja um passo a frente e invista em grandes ideias

Sem dúvidas, para empreender é preciso criatividade. E para que essa criatividade torne-se a entrega de algo maior, é preciso pensar em um mundo diferente do que é, estar um passo a frente da realidade.

Dito isso, pensemos na mais valiosa montadora de automóveis do mundo. A Tesla foi pensada para atender a dor ambiental, no sentido de que a gigantesca maioria dos automóveis utilizam combustíveis altamente poluentes e não renováveis. Assim, era necessário produzir carros elétricos, movidos de forma não poluente. Mas os carros elétricos já existiam antes da Tesla. Porém, a questão é que eles não tinham um desempenho ou aparência tão bons quanto os carros comuns. Desse modo, a primeira ideia extravagante da Tesla foi criar algo bonito, atraente e que fosse a realização de um sonho para quem comprasse o produto.

Elon Musk, o CEO dessa big tech, afirma que “se algo é importante o suficiente, mesmo que as probabilidades estejam contra você, faça-o.”

E então, quantas ideias você deixou de implementar porque “esse produto já existe” ou porque seria algo “extravagante demais” e “ninguém iria comprar”?

Nubank: empresas são feitas de pessoas e para pessoas 

Por fim, era preciso trazer uma empresa brasileira para falar em big techs. A Nubank é uma startup unicórnio queridinha dos brasileiros. Com uma abordagem voltada à diversidade e com foco total nas pessoas, a Nubank encanta, adotando uma comunicação simples e transparente.

Criada em 2013, a marca ganhou o coração e o bolso de milhões de clientes resolvendo problemas que nós jamais imaginávamos que poderiam ser solucionados: a burocracia nas transações financeiras.

Por certo, quando falamos em uma empresa feita de pessoas e para pessoas é fundamental pensar em atendimento. Com isso, o Nu sai muito na frente. Com um atendimento prático e aplicações muito intuitivas, o roxinho se tornou o cartão mais comum em todo o Brasil.

Por isso, a nossa última pergunta desse post é: Será que você está pensando em seus clientes como pessoas e no impacto do seu produto ou serviço no dia deles?

Pense nisso! As gigantes da tecnologia, não são líderes à toa!

Show Full Content
Anterior Calendário do E-commerce 2021
Próximo Como saber se o nome da sua empresa já existe?
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Novidades de Setembro do SIGE Cloud

17 de setembro de 2019
Fechar