24 de março de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Empreender: descubra as vantagens e desvantagens!

Gerenciar o próprio negócio é uma iniciativa que pode ser motivada por diversos fatores: vontade do empresário de passar mais tempo fazendo algo que lhe agrada, desejo de sair da condição de empregado para patrão, melhores perspectivas financeiras, realização pessoal, busca por mais autonomia, desemprego e identificação de boas oportunidades. Seja qual for a delas, o sucesso no mundo dos negócios está associado a fatores que vão além da vontade de empreender e dependem de muito preparo e análise de mercado.

Antes de mais nada, para tocar o próprio negócio, o empreendedor precisa ter algumas características pessoais favoráveis para encarar os altos e baixos que fazem parte principalmente dos primeiros momentos de uma empresa. O empreendedor precisa ter determinação suficiente para executar o que se propõe, ser competente e agir com boa dose de ousadia, além de ter força de vontade para empreender. No geral, também são profissionais que se diferenciam de seus pares e têm talento para o que fazem, não medem esforços para atingir seus objetivos. São decididos, corajosos, capazes de correr riscos calculados, focados, persistentes e otimistas.

Mesmo que o profissional tenha características empreendedoras, o êxito do negócio ainda não está garantido. De acordo com dados do Sebrae, 49,4% das micro e pequenas empresas brasileiras encerram suas atividades antes de completar dois anos; 56,4% chegam até o terceiro ano e 59,9% não passam do quarto ano. Há várias razões para o fim precoce de uma empresa, entre elas, o desconhecimento do ramo explorado, a falta de capital de giro, a falta de foco, a baixa qualidade dos produtos ou serviços, a estagnação dos produtos ou serviços, os custos operacionais elevados e despesas não controladas, as legislações para se manter uma empresa lucrativa em atividade, além dos inúmeros entraves burocráticos.

Dessa forma, a decisão de empreender precisa ser sempre bem amadurecida. É fundamental que o futuro empresário esteja consciente das dificuldades que inevitavelmente aparecerão pelo caminho. É importante se fazer perguntas como: O que quero fazer? Quando quero fazer? Por que fazer? Como fazer?

Apesar dos altos índices de fechamento de uma empresa em seus primeiros anos de atividade, o Brasil tem cada ano mais empreendedores. De acordo com a pesquisa Global Entrepreunership Monitor (GEM) de 2014, a taxa total de empreendedores no país em 2014 foi de 34,5%, cerca de 2% maior do que no ano anterior. Tem muita gente com vontade de fazer as coisas acontecerem. Com fé, foco, persistência e um bom planejamento do negócio, é possível ser bem sucedido e ajudar a movimentar a economia.

Conta para a gente: você se sente preparado para empreender ou se sentia preparado quando lançou a sua empresa?

Show Full Content
Anterior Como contratar um novo funcionário para a sua empresa
Próximo Planejamento Estratégico: como montar um para o seu negócio

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Benefícios especiais do controle financeiro para a sua empresa

26 de março de 2018
Fechar