21 de novembro de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

O cenário de negócios, na atualidade, é marcado por um movimento tecnológico crescente, o chamado: Empreendedorismo Digital.

Nesse sentido, as mudanças de comportamento, visão de mundo e, claro, de consumo têm sofrido uma considerável mudança. Dessa forma, as empresas de todos os segmentos precisam se adaptar às transformações digitais para manterem-se competitivas em um mercado cada vez mais acirrado. Em contrapartida, essa tendência agrega uma série de benefícios à maneira como são geridos os negócios, desde facilidades logísticas, comunicação e, sobretudo, no que diz respeito à gestão financeira.

Assim, todos esses elementos produzem a necessidade de um novo jeito de fazer negócios. Cujo objetivo seja oferecer aos consumidores a oportunidade de fazerem parte do processo tecnológico que já está tomando conta do nosso dia a dia. Proporcionando produtos, serviços e experiências que descompliquem sua rotina.

Pensando em apresentar a você em quê consiste esse formato negócio e, de quebra, compartilhar estratégias que impulsionem esse movimento na sua empresa, criamos este artigo. Siga lendo e confira como a tecnologia é, e será cada vez mais, uma aliada das vendas e, consequentemente, dos resultados financeiros.

O que é o Empreendedorismo Digital?

Antes de mais nada, cabe explicar que o termo Empreendedorismo digital é o nome dado a uma abordagem empreendedora moderna. Abordagem esta que como o próprio nome já anuncia, está baseada em softwares, produtos ou serviços veiculadas através de internet.

Traduzindo em números os montante dessa tendência, podemos destacar:

  1. Ecommerce – só no primeiro trimestre de 2019, movimentou R$17 bilhões em vendas no Brasil;
  2. Educação à Distância (EaD) – que no ano de 2018 já ultrapassava a marca de 1,8 milhão de alunos;
  3. Serviços baseados em Nuvem – segundo dados de 2017 e 2018, essa modalidade cresceu mais de 50% ao ano. Movimentando uma receita de mais de R$4,4 bilhões.

Quais os benefícios desse tipo de negócio?

Se acaso estamos pensando em novos costumes e novas formas de levar a vida, uma tendência interessante á a busca por desburocratizar a rotina. Desse modo, o empreendedorismo digital chega com força total, contrapondo o serviço manual, ao propor maneiras automatizada de realizar tarefas e processos.

Por exemplo, podemos citar a oposição entre analógico e digital, no que diz respeito a validação de documentos. Se antes as negociações dependiam de tempo e de presença. Hoje, com os certificados digitais, empresas e pessoas físicas têm muito mais agilidade em fechar negócios, enviar documentos, dar aceite em contratos e tantas outras relações comerciais.

O melhor de tudo isso é que a democratização do acesso à tecnologia e informação permite que seja possível empreender digitalmente sem grandes investimentos, rompendo barreiras geográficas e em um curto espaço de tempo.

3 Pontos importantes que um Empreendedor Digital deve observar

Enquanto as empresas tradicionais, prenderem-se a modelos analógicos cada vez mais estarão distantes de um novo público que está em constante crescimento. Portanto, ao lançar-se no empreendedorismo digital, é preciso criar ações estratégicas.

O ponto fundamental desse formato é a multiplicidade de oportunidades de negócios. Logo, se você está se preparando para ingressar no mercado tecnológico, seja com a venda de software, serviços de TI, marketing digital, otimização de conteúdos para buscadores ou até mesmo anunciando produtos em uma loja virtual, preparamos 3 dicas muitas importantes para potencializar seus resultados financeiros. Confira!

1. Defina um nicho de mercado

Para empreender digitalmente não basta ter um bom computador e oferecer seu produto ou serviço na internet. Você precisará respeitar uma certa hierarquia de ações. Primeiro, identifique o que deseja ofertar. A seguir, faça uma análise de mercado, para compreender quem são as personas que consomem ou consumirão esse tipo de produto.

Uma vez que produto e persona estejam bem claros, será o momento de estruturar formas de nutrir essa relação e construir uma autoridade do seu negócio. Nesse ponto, nossa principal dica é especialização. Busque tornar-se referência em seu segmento. Assim, você ganhará confiança do seu público-alvo, o que já representa um bom caminho até a venda.

2. Tenha um canal com o cliente

De acordo com o que mencionamos no tópico anterior, nutrir a relação com a sua persona é fundamental. Em meio digital, isso não é diferente. O cliente quer interagir, participar da compra de diferentes formas. Exemplo disso, são as pesquisas em redes sociais, as reclamações e pontuações das empresas em meio online etc.

Nesse sentido, anunciar mudanças, melhorias, produzir conteúdo que agregue valor e entender o que o seu público deseja, é imprescindível para o sucesso da sua empresa digital.

3. Divulgue o seu negócio

A gente não precisa nem explicar o porquê de investir em estratégias de marketing. Precisa?

Em um mundo com tantas opções como o virtual, você precisa se fazer ser visto. Mas atenção, não se trata de enlouquecer seu cliente parecendo o tempo inteiro para ele. Essa é uma prática não recomendada. O ideal é desenvolver um estudo de horários, demografia, comportamento da sua persona, estágio no funil de vendas. Somente então, deve-se criar campanhas para impactar esse público das mais variadas formas.

Assim, no momento em que esse prospect desejar um produto X, lembrará do seu negócio e tende a recorrer a você. Então, marque presença online! Tenha redes sociais da empresa, como Facebook, Instagram e LinkedIn. Divulgue seus contatos, telefone, endereço, para que o seu cliente possa encontrá-lo com mais facilidade.

Por fim, outra atividade que tem um valor enorme no meio digital e que divulga muito positivamente a sua empresa são os depoimentos de clientes. A chamada prova social aumenta a confiança no seu negócio e fortalece a noção de que o seu produto ou serviço é realmente eficaz.

Esse fator é primordial, sobretudo nos negócios online. Porque existe um imaginário de que lojas virtuais podem aplicar golpes nos clientes, que pagam e não recebem o item comprado ou que têm a compra debitada mais de uma vez no cartão. Entre outras tantas frustrações. Fique atento para não cometer nenhum equívoco que possa frustrar a experiência de compra dos seus clientes!

E então, este artigo ajudou você a entender melhor o que é o Empreendedorismo Digital? Você já trabalha com esse tipo de negócio? Conta para a gente!

Show Full Content
Anterior SIGE Print: Emissor de Etiquetas Gratuito
Próximo Como criar uma empresa de Pequenos Reparos Residenciais

1 thought on “Empreendedorismo Digital: como se adaptar a esse formato de negócio?

Comentários desabilitados.

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Telefone Celular: conheça a história de sua criação

28 de agosto de 2015
Fechar