26 de junho de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Abrir um negócio próprio e vender, vender e vender! Essa é a sua meta para 2019?

Pois saiba que compreender o que é um PDV frente de caixa e como ele funciona é matéria fundamental se você quer alcançar essa meta!

Um dos temas mais buscados entre aqueles que querem começar um negócio, ou mesmo aqueles que já o iniciaram, é o PDV. Mas o que isso significa?

O que é PDV?

A sigla PDV significa ponto de venda. Esse termo, por sua vez, abrange diversas acepções.

Por exemplo:

  • um expositor de mercadorias dentro da sua loja;
  • um estande da sua empresa em um evento;
  • todo local onde o cliente faz o pagamento por um produto;

Neste artigo, optamos por trabalhar com a noção de PDV frente de caixa. Ou seja, o ponto dentro da loja em que é finalizado o processo de compra.

Por isso, se a sua meta é vender, entender como o processo de finalização da venda funciona e como utilizar o terminal ponto de venda adequadamente, são conhecimentos primordiais para cumprir com seu objetivo.

Como funciona o PDV?

A noção de PDV frente de caixa abrange três importantes aspectos do processo de venda, intimamente ligados. São eles:

  • Terminal: é o ponto físico, o lugar onde está a caixa registradora, as máquinas de pagamento por cartão e a impressora de Danfe;
  • Software: ferramenta tecnológica instalada no computador do seu caixa que interliga os setores de estoque e financeiro;
  • Fiscal: é através do PDV frente de caixa que são emitidas as notas fiscais, como NF-e, NFC-e e CF-e SAT.

Agora, com esse conhecimento, avancemos na administração da sua empresa e vamos pensar em necessidades. Bem mais que um software que apenas processe os pagamentos, você precisará de controles, não é mesmo?

Então, imagine, como você poderia realizar todas essas operações manualmente?

  • Controlar suas vendas diárias;
  • Fazer comparativos ao longo do período;
  • Calcular margem de lucro;
  • Criar relatórios de estoque (valores, produtos mais vendidos etc.)

Nesse sentido, um Software de Gestão Empresarial que conte com um PDV , torna-se peça chave no seu negócio. Visto que interliga todas as informações, com apenas alguns cliques e permite acompanhar em tempo real o andamento da sua empresa. Além, é claro, de repassar eletronicamente as informações de compra e venda a ao Fisco. Cumprindo com as exigências fiscais que são requisito de alto impacto nas finanças de qualquer organização.

Segundo dados apresentados em diversos estudos, no Brasil, um dos principais motivos de quebra das micro e pequenas empresas é não cumprir com as obrigações financeiras e fiscais.

Agora você entende a importância de contar com um Sistema de Gestão Empresarial e PDV interligados e adequados ao seu negócio?

Se ainda tem dúvidas, analise os seguintes pontos:

1 – Controle

Ter uma visão panorâmica e ao mesmo tempo detalhada de todos os processos dentro da sua empresa é imprescindível.

Por isso, um PDV frente da caixa bem estruturado e um Software de Gestão Empresarial que trabalham juntos fazem toda a diferença. Já que permitem que o administrador, ao mesmo tempo: gerencie vendas, tenha controle financeiro e emita notas fiscais.

2 – Economia

Lembre-se do velho ditado de que “Tempo é dinheiro”. Quanto tempo você perde, hoje, alimentando dados manualmente? Como identifica possíveis erros e ajustes na sua gestão? Suas decisões estratégicas são embasadas em dados concretos ou em intuição?

Agora, pense no impacto de todas essas questões no caminho entre seus produtos e seus clientes.

Assim, implementar uma ferramenta tecnológica de gestão traz diversos benefícios, dentre eles:

  • Redução de custos desnecessários, pois permite controlar todos os valores que entram e saem do seu caixa;
  • Gestão de Estoques e de Compras, controle dos produtos que você tem em sua empresa. O que possibilita fazer melhores compras e otimizar as vendas, evitando que produtos fiquem parados ou que você perca vendas por falta de produtos;
  • Cadastros de Clientes e de Fornecedores, permitindo que você estabeleça uma melhor relação com seus fornecedores e possa negociar melhores condições de compra, repassando valores mais atrativos a seus clientes.

Mesmo que você tenha uma micro-empresa, é impossível realizar com qualidade esses processos manualmente, não mesmo?

3 – Agilidade e satisfação dos clientes

Primeiro você abre um negócio, investe em infraestrutura, bons produtos e uma equipe capacitada para atender bem os seus clientes. Entretanto, percebe que as vendas não estão refletindo esse investimento. Um dos motivos pode ser não contar com um bom ponto de venda.

Muitos empresários optam por ser conservadores e alegam que as tecnologias mais atrapalham, do que no processo de venda. Contudo, se você adotar a ferramenta certa, seus resultados financeiros provarão o contrário.

Para ilustrar, trouxemos 3 casos comuns de problemas com o PDV que podem gerar insatisfação nos clientes e, consequentemente, perda de vendas:

  • Ferramenta difícil de operar;
  • Lentidão (ninguém quer esperar em filas); e
  • A clássica frase que acaba com o humor de qualquer cliente “Estamos sem sistema”.

Para evitar dores de cabeça com problemas como esses, um PDV frente de caixa precisa ser rápido, intuitivo e ter a possibilidade de trabalhar, também, offline.

O nosso, SIGE Lite sem dúvida atende a esse requisitos. E o melhor, é 100% gratuito.

Ainda não conhece? O SIGE Lite é um ERP Gratuito com frente de caixa, integrações com Mercado Livre e B2W, emissão de notas fiscais, pedidos e orçamentos, multiplataforma, funciona online e offline.

Quer faturar cada vez mais na sua empresa, com o melhor PDV frente da caixa grátis? Baixe o SIGE Lite agora mesmo!

 

>>PDV FRENTE DE CAIXA DOWNLOAD<<

Show Full Content
Anterior Como fazer uma boa gestão de contratos?
Próximo Gestão de tarefas: a chave para aumentar sua eficiência
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

NOVIDADES DA VERSÃO 1.3.6 DO SIGE LITE

30 de agosto de 2018
Fechar