2 de junho de 2020
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Há mais de um mês vemos os mercados tomados pelos ovos de chocolate e a decoração de Páscoa enfeitando as lojas. Esta data comemorativa costuma movimentar o mercado, com números expressivos nas vendas e empregos temporários.

Desde 2014, as vendas nesta época do ano vêm apresentando números pessimistas. Por isso, este ano as opiniões e expectativas estão divididas, entre crescimento das vendas e disponibilização de empregos temporários. Preparamos este artigo para que você possa ter uma visão geral do que o mercado esta esperando das vendas de Páscoa em 2017.

Expectativas de vendas nacionais

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) a estimativa para a Páscoa de 2017 é que sejam movimentados R$ 2,1 bilhões no Brasil. Se comparada com 2016, o volume de vendas deve apresentar um crescimento de 1,3%.

Os números apresentados pela CNC são otimistas, pois seria este o maior aumento de faturamento desde 2014, quando o volume de vendas apresentou uma variação positiva de 2,6%. Em 2015 e 2016 as vendas tiverem quedas de 1% e 4,3%, respectivamente.

Preços aumentam e desagradam consumidores

O grande queridinho da Páscoa sem dúvida é o chocolate, e ele ficou mais caro este ano. O aumento de 14,6% é representado pela alteração na fórmula de cálculo do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Segundo uma pesquisa do IBOPE, esta é a tradição adotada por 63% dos brasileiros, o que faz as indústrias manterem a produção total de ovos de Páscoa em 14,3 mil toneladas, igual ao ano passado.

Este aumento de preços pode representar uma queda de até 50% nas vendas de ovos de páscoa este ano, segundo a Associação Amazonense de Supermercados (Amase). Acompanhando os números amazonenses, a Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) prevê,  em contrapartida, um aumento nas vendas das barras de chocolate (11,6%) e caixas de bombons (3,6%).

Novidades deixam a desejar

Embora a quantidade de ovos de Páscoa produzida seja igual ao ano passado, as novidades apresentadas nas gôndolas dos supermercados são poucas. Para esta Páscoa, fabricantes apostam nas marcas tradicionais para tentar manter ovos com várias faixas de preço.

Menos empregos temporários nesta Páscoa

Embora a expectativa seja de um pequeno crescimento nas vendas deste ano, o número de vagas temporárias para a Páscoa 2017 está 9% menor do que em 2016. Este ano serão aproximadamente 50 mil oportunidades de emprego, contra 55 mil do ano passado. Os números foram apresentados segundo um levantamento da Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de Recursos Humanos, Trabalho Temporário e Terceirizado (Fenaserhtt).

Outros dados apontados na pesquisa mostram que do total das oportunidades, 14 mil vagas ainda estão abertas, aproximadamente 12 mil no comércio e 2 mil na indústria. Os salários podem variar entre R$ 1,1 mil e R$ 2.179, conforme a função. Para preencher estas vagas, o comércio (83%) e indústria (78%) apontam a experiência profissional anterior como principal pré-requisito.

A expectativa para a efetivação destes empregadores temporários é baixa. Conforme a pesquisa da Fenaserhtt, apenas 18% das empresas têm intenção de efetivar algum funcionário temporário, quanto 66% têm pouca intenção e 16% apontaram como nulas as chances de efetivação.

O que tudo isso significa?

Até aqui apresentamos diversos números e estatísticas, e você deve estar se perguntando: a semana da Páscoa está aí, o comércio está uma loucura e o consumidor está fazendo pesquisas de preço. Como eu posso se destacar?

A resposta é simples: planejamento e atendimento são o diferencial!

Nestes momentos pré data comemorativa, as lojas abarrotadas e filas no caixa deixam qualquer consumidor (e vendedor) estressado. Você deve fazer o possível para evitar gerar ainda mais descontentamento no cliente. Nesse cenário, seu grande diferencial será o atendimento.

A equipe deve evitar alterações e resmungos, atender o cliente com simpatia e buscar resolver o problema do consumidor em poucos minutos. Criar um ambiente tranqüilo e distribuir sorrisos fará com que o cliente volte a sua loja mesmo sem nenhuma data comemorativa.

Concluindo

Os números da Páscoa 2017 representam uma expectativa de aumento nas vendas, embora não estejam tão otimistas para os empregos temporários. Para aproveitar esta oportunidade, confira nosso artigo “Dicas para aumentar as vendas nas datas comemorativas” clicando aqui.

Qual a sua expectativa para esta Páscoa? Conseguirá aumentar suas vendas? Compartilhe suas impressões conosco através dos comentários!

Show Full Content
Anterior Como as lideranças influenciam no trabalho em equipe
Próximo Feriados Prolongados: impactos na economia e nas vendas

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Dicas para criar uma apresentação comercial perfeita

25 de janeiro de 2016
Fechar