21 de janeiro de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Iniciar seu próprio negócio é uma escolha muito importante e que deve ser muito bem planejada. Uma série de decisões devem ser tomadas para que o novo negócio tenha sucesso. E no inicio desta caminhada, a possibilidade de formar uma sociedade deve ser analisada. Escolher um sócio não é fácil, pois esta pessoa também terá responsabilidades dentro do negócio. Que tal acompanhar algumas dicas para escolher o sócio ideal e formar uma boa sociedade, para viabilizar seu negócio? Aproveite agora mesmo o conteúdo deste artigo.

Aumentando o valor do negócio

Para iniciar o processo de escolha do sócio, deve-se ter em mente que a formação de uma sociedade deve sempre agregar valor ao negócio. Esse valor pode ser percebido em forma de disponibilidade, técnica ou capital.
Seja qual for o valor oferecido pelo sócio, o trabalho deve ocorrer sempre em equipe. O sucesso da sociedade e do negócio será diretamente influenciado pelo empenho de todos os envolvidos, e a consciência do seu papel dentro do negócio.

Como escolher o sócio ideal

O momento de escolher um sócio é muito difícil e exige muito esforço e planejamento. O primeiro passo é conhecer o histórico da pessoa, conhecendo por onde ela já passou, que competências desenvolveu, bem como seus objetivos a curto e longo prazo.

Além de manterem seus objetivos alinhados, algumas outras características devem ser consideradas no momento de escolher seu sócio. O sócio também deve saber liderar, para que possa implantar idéias e conceitos dentro da empresa. Também é possível buscar sócios com características complementares as suas, pois o esforço e união de todos será o responsável pelo sucesso da empresa.

Outro fator importante e que deve ser considerado é a franqueza entre os sócios. Neste processo também pode ser estabelecida uma política de relacionamento dentro da sociedade, com as expectativas e intenções de cada sócio. Isso evita conflitos futuros, que podem ocorrer quando questões simples não são previamente esclarecidas.

Formalização da sociedade

A melhor forma de formalizar a sociedade que foi firmada é a através da elaboração de um contrato. O contrato permite expor de maneira clara e objetiva a divisão de tarefas, atividades, obrigações, direitos e benefícios de cada sócio. Este documento deve descrever, com o maior detalhamento possível, as atividades comuns da empresa e da sociedade, pois ele será um facilitador das atividades a serem desenvolvidas.

O contrato também é o documento onde deverá ser estabelecida a forma de pagamento da pró-labore, que é o salário de cada sócio, como explicamos neste artigo. Deverá constar como e quanto será pago a cada sócio, conforme o envolvimento do mesmo nas tarefas profissionais da empresa, seja na parte técnica, administrativa, de vendas ou qualquer outra área.

Administrando crises

Mesmo escolhendo um sócio com motivações e expectativas alinhadas as suas, em quem você confie, e com culturas e valores semelhantes, podem ocorrer crises no relacionamento interpessoal. Para solucionar estas crises, o melhor caminho é o diálogo. De forma direta e imediata, chame seu sócio para conversar e esclareça o que esta acontecendo e lhe descontentando. Além disso, é fundamental que o seu sócio se sinta confortável para fazer o mesmo.

Concluindo

No momento de abrir uma sociedade, tenha em mente que o processo começa a partir da consciência de equipe. Seja qual for a maneira como você escolherá seu sócio, lembre-se que o sucesso da parceria é garantida pelo empenho e dedicação de todos.

Caso você já tenha uma experiência em formação de sociedades ou tenha outras dicas para compartilhar, conte-nos nos comentários. Sua opinião será sempre bem-vinda!

Show Full Content
Anterior Férias: modelo de planilha Excel para controle e cálculo
Próximo Controle de Produção: modelo de planilha para download

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

9 passos para deixar de ser empregado e virar empreendedor

4 de abril de 2016
Fechar