20 de outubro de 2020
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Sem dúvida, você como empreendedor ou empreendedora já deve ter lido e ouvido falar bastante em cultura organizacional. No entanto, cultura pressupõe que várias pessoas compartilhem a mesma ideologia e práticas. E não é novidade que fazer como que pessoas diferentes compartilhem dos mesmos ideais é um grande desafio, especialmente para os gestores de RH.

Pensando em lhe auxiliar no enfrentamento desse desafio e em criar um ambiente mais saudável, de bem-estar e retenção de talentos, criamos este artigo. Nele compartilharemos alguns conhecimentos para desmistificar a visão de muito empreendedores sobre a implantação e para entender melhor quais os benefícios dessas ações para o desenvolvimento da sua empresa.

Desafios comuns de empresas que não tem uma boa cultura:

  • Alta rotatividade de colaboradores (grande número de demissões);
  • Profissionais desmotivados e que não acreditam no que fazem ou no produto que vendem;
  • Dificuldade em montar equipes mais especializadas;
  • Com o passar dos anos a cultura dos fundadores se perdeu e não há uma unidade nas ações;
  • A comunicação interna é falha (os setores têm rixas).

Todos esses problemas podem ser a resposta para a falta de resultados ou pelo enfraquecimento da sua empresa a longo prazo. Estudos dos mais diversos setores apontam que equipes felizes e com uma cultura de crescimento, empatia e remuneração adequada, podem conquistar resultados transformadores na trajetória de qualquer empreendimento. Exemplo disso são as gigantes do mundo digital: Google, Apple e Netflix.

Como são as relações na sua empresa hoje?

Antes de mais nada, é fundamental compreender que a cultura organizacional é uma construção que, via de regra, parte dos líderes no negócio. Ou seja, você CEO, Fundador, Gestor, Líder, saiba que o que você faz e como se comunica com sua equipe é determinante para criar um ambiente mais ou menos saudável de colaboração e crescimento ou de stress e pressão.

Não é preciso ir muito longe para entender sobre cultura organizacional. Hoje, se acontece um problema dentro da sua empresa, como você o resolve? Conversa com a pessoa que cometeu o erro na hora? Tem uma explosão raiva? Fala mal da pessoa com outros colaboradores? Chama todos os membros da equipe e tenta resolver a situação?

Desafios, problemas, dificuldades, todas as empresas enfrentam mas é uma cultura positiva e de colaboração que pode tornar problemas internos, em fortalecimento para engajar mais e alcançar melhores resultados como um time.

Responda a essas perguntas para entender a cultura que já existe hoje na sua empresa:

  • Acreditamos no produto que vendemos ou no serviço que prestamos?
  • Como as decisões são tomadas hoje? Há diálogo entre os setores?
  • Temos uma estrutura rígida ou flexível?
  • Temos processos claros para nossas ações?
  • As informações são centralizadas em uma pessoa ou compartilhadas?
  • Tudo o que acontece depende do líder ou os setores têm autonomia para agir?
  • Discutimos nossas práticas e buscamos formas de melhorar nossas estratégias?
  • Os colaboradores trabalham individualmente ou criam ações em grupo?

Com essas respostas você pode delinear seu perfil de negócio. E claro, identificar se está aplicando as melhores práticas e hábitos. Sim, não há um modelo ideal ou perfeito. Cada negócio tem sua forma de ser conduzido e uma lógica própria. Empresas tecnológicas, tendem a ser mais insurgentes, antenadas a novidades. Comércios tendem a ser mais conservadores, focados apenas na venda. Empresas familiares tendem a ter relações não muito claras, mesclando o contexto privado com o profissional.

Enfim, tudo isso deve ser levado em conta na hora de enxergar os hábitos que você está alimentando ou que deseja afastar da sua empresa.

Existe uma cultura que impede o crescimento?

Essa é uma pergunta difícil, mas a resposta é sim. Hábitos negativos podem se instaurar em algum setor e se tornar uma rotina. E, claro, quando uma prática negativa é repetida entre os colaboradores torna o clima organizacional pesado e desconfortável.

Para evitar atitudes como atrasos, desrespeito entre colegas e fofocas, os líderes tem papel fundamental, sendo responsáveis por além de dar o exemplo de retidão e colaboração, também corrigir posturas que eventualmente sejam nocivas para o trabalho em equipe.

Não só a liderança, como também os membros da equipe precisam trabalhar juntos e exigirem uns dos outros o empenho e motivação necessária para alcançar os objetivos do negócio. É preciso fortalecer sempre a noção de que o crescimento da empresa é resultado do crescimento de cada um de seus integrantes.

Dicas de ações que podem integrar e motivar colaboradores

Antes de mais nada, é preciso entender que bem mais que o quadro de Missão, Visão e Valores, a cultura organizacional é composta por todas as pessoas que estão e passam pela sua empresa. Por isso, cultive ações como:

  • Relações horizontalizadas;
  • Compartilhamento de ideias e informações;
  • Sempre dialogar em grupo para resolver problemas;
  • Ter momentos frequentes de feedback com a equipe para saber o que cada um está fazendo, conhecer suas dificuldades e estratégias para melhorar a rotina da empresa;
  • Elogiar os colaboradores e incentivar as equipes a se verem como um time, onde todos são importantes;
  • Planos de crescimento e ações de integração entre equipes (por mais infantil que isso possa parecer, é através dessas dinâmicas de muitas pessoas podem se conhecer ou até mesmo desfazer conflitos).

Fortalecendo uma cultura de colaboração, união e propósitos claros, o clima melhora, a produtividade aumenta e os resultados poderão ser medidos a longo prazo. Experimente!

Show Full Content
Anterior Crédito Fiscal: o que é e quais os benefícios para a sua empresa
Próximo Novidades de Outubro do SIGE Cloud
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Marketing Digital: minha empresa deve investir na divulgação online?

1 de julho de 2015
Fechar