16 de junho de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Precisando listar todos os itens presentes no estoque de sua empresa? A essa prática, dá-se o nome de Inventário de estoque. Esse inventário identifica, classifica e atribui valor a todos os produtos (sejam eles insumos ou produtos finais).

Quer entender melhor como isso funciona e como colocá-lo em prática no seu empreendimento? Siga lendo e acompanhe nossas dicas!

Qual a finalidade do inventário de estoque?

Primordialmente, o inventário de estoque cumpre a função de garantir que o seu de controle de estoque está realmente sendo executado da melhor forma possível, oferecendo dados reais sobre quantidades e valores dos itens armazenados.

Por exemplo, imaginemos que por algum deslize você comprou produtos em excesso ou tenha havido alguma perda no estoque. Nesse caso, a realização de um completo inventário permitirá que sua equipe desenvolva estratégias e ações para sanar os problemas identificados.

Saiba mais sobre os benefícios da Gestão de Estoque em: Como a gestão de estoque ajuda no crescimento de uma empresa

Quais as vantagens de realizar um inventário de estoque?

A implementação de boas práticas de inventário contribuirá com pontos-chave como:

  • Mais eficiência na gestão de estoque;
  • Maior organização do estoque;
  • Redução de perdas
  • Evitar desperdícios
  • Menos custos

Com toda a certeza, outro efeito da adoção de boas práticas de inventário é a satisfação dos clientes por sempre encontrarem os produtos que buscam em sua empresa.

Ademais, com o estoque mais organizado, há uma tendência de redução geral dos custos da empresa. Além disso, no caso da indústria, com a implementação do Bloco K, o estoque sempre em dia ajuda na geração de informações fiscais sempre precisas.

Passo a passo de como fazer o inventário de estoque

Inegavelmente, é preciso estabelecer etapas e procedimentos para evitar erros e atingir os melhores resultados nas práticas de inventário. Abaixo, elencamos esses passos, observe:

Passo 1: Classificar produtos

Crie métodos de classificação e categorização para todos os itens do seu negócio. Com isso será possível setorizar o armazenamento.

Por exemplo, digamos que você tem uma loja de roupas. Uma possibilidade é categorizar os produtos de acordo com a estação, modelo, tamanho. Assim, ficará muito mais fácil achar aquela calça de moletom, tamanho 36, que uma cliente solicitou e não estava mais exposta na loja.

Passo 2: Identificar a rotatividade

A fim de acompanhar o giro do seu estoque e entender quando o mesmo deve ser reposto, é fundamental estipular um intervalo de análise e monitorar etapas, tais como: realização de pedido, compra, recepção de mercadoria, média de vendas mensal e sazonalidades.

Passo 3: Definir periodicidade

Uma vez que a rotatividade do seu estoque seja identificada, é chegado o momento de definir prazos para a realização do inventário de estoque.

Dessa forma, aumenta-se a confiabilidade nas informações do seu estoque e é muito mais fácil identificar qualquer erro de lançamento ou extravio de mercadoria. Basta buscar período do último inventário.

Nesse sentido, há pelo menos três estratégias mais comuns de inventário, são elas:

Inventário de Estoque Rotativo:

Neste caso, você e sua equipe contariam os artigos do estoque em períodos pré-definidos, como por exemplo: diário, semanal, mensal, bimestral etc.

Vale ressaltar que essa periodicidade dependerá da demanda do seu negócio e deverá ser definida com sua equipe.

Inventário de Estoque Periódico:

Ao adotar essa modalidade, a empresa determina um período final para o inventário. Nesse sentido, o inventário de estoque periódico cumpre o objetivo de corrigir falhas e gerar demonstrativos financeiros mais precisos e detalhados.

Inventário de Estoque Permanente:

O chamado inventário de estoque permanente ocorre de forma automática e contínua. Ou seja, diante de cada movimentação de entrada ou saída do estoque há uma atualização no status do produto.

Passo 4: Recebimento de mercadorias e checagem 

Antes de mais nada, cabe ressaltar a importância de realizar a contagem de volumes recebidos. Além de revisar se as quantidades de produtos informadas nas embalagens é correspondente com o que você recebeu.

Quer seja no caso do recebimento, que seja no momento de contagem de produtos já estocados, é recomendável que haja uma checagem. Ou seja, pelo menos dois colaboradores realizem a contagem de itens, a fim de comprovar que a contagem foi feita corretamente.

A implementação desse tipo de método é essencial para evitar qualquer chance de falha humana no processo do inventário.

Passo 5: Comparar dados com seu sistema de controle de estoque

Uma vez que você tenha em mãos os dados levantados após as contagens, compare estas informações com os lançamentos e relatórios de seu sistema de controle de estoque.

Assim, será possível encontrar falhas e manter as informações sempre atualizadas, evitando quaisquer transtornos.

Software Empresarial para Gestão de Estoque

Agora que já apresentamos todos os passos para a correta aplicação de um inventário de estoque, é a vez de explicar como lançar esses dados, atualizando os saldos dos produtos inventariados em sua conta SIGE Cloud.

Vamos para um exemplo prático?

Imaginemos que você tem uma pequena indústria do setor coureiro calçadista e precisa bater os números de produtos armazenados com os registros presentes no aplicativo do SIGE Cloud. O caminho para obter essa informação é muito simples.

Basta acessar, menu lateral > Relatórios > Estoque > Inventário Produtos. Você será direcionado a uma nova tela que exibe todos os produtos lançados em seu estoque. Para gerar os relatórios, é possível aplicar filtros como: produto, categoria, fornecedor, depósito, data do saldo e gênero. Uma vez selecionados os filtros, clique no ícone de Excel, que encontra-se no canto superior direito da tela.

Abaixo, disponibilizamos um pequeno vídeo com esse passo a passo.

 

E você que ainda não é cliente SIGE Cloud, não perca mais tempo. Faça um teste grátis agora mesmo e prepare-se para transformar a forma de administrar sua empresa.

 

Experimentar Grátis

 

E não se preocupe, nossas especialistas em Gestão Empresarial entrarão em contato com você para compreender as necessidades do seu negócio e apresentar os melhores recursos para tornar sua empresa ainda mais forte e competitiva.

Show Full Content
Anterior Como abrir uma Empresa: Guia para Empreender em 2019
Próximo 5 Relatórios Financeiros para transformar a Gestão do seu Negócio
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Carta de Correção Eletrônica: esclareça as principais dúvidas

4 de maio de 2015
Fechar