19 de agosto de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Não pode ler agora? Ouça o artigo clicando no player!

Saber quanto e como cobrar por um serviço prestado é uma das grandes dificuldades enfrentadas por prestadores de serviço. Cobrar o preço errado dos seus clientes pode resultar em perdas e prejuízos e diminuir a competitividade entre você e seus concorrentes.

Por esse motivo, estipular o preço de um serviço adequadamente é um fator essencial para determinar o êxito de suas vendas. Afinal, é por meio dele que é possível atrair e manter clientes, equilibrar a oferta e procura de serviços e atingir lucro.

A seguir, listamos algumas dicas para te ajudar a definir quanto e como cobrar por um serviço prestado.

Apure os custos e despesas do seu negócio

O correto levantamento e controle dos custos e despesas de um negócio são fundamentais para você saber como cobrar.

Sem essa apuração também não é possível acompanhar indicadores estratégicos do negócio – como o lucro obtido com as vendas dos serviços prestados – e tomar decisões com mais chances de acerto no dia a dia da sua empresa.

Para apurar os custos e despesas do seu serviço, vamos explicar a diferença entre esses dois conceitos.

Custos = são gastos diretamente ligados à prestação do serviço, como, por exemplo, a compra de materiais necessários para que seja possível oferecer determinado serviço ao cliente.

Despesas = são gastos com bens e serviços mandatórios para manter a companhia funcionando. O investimento em propaganda, o aluguel do estabelecimento e a comissão de vendedores são alguns exemplos de despesas.

Como distingui-los?

Caso você tenha dúvidas ao classificar algum gasto de sua empresa, faça a seguinte questão:

– Se eu cortar este gasto, a prestação do serviço será afetada?

Caso a resposta seja negativa, trata-se de uma despesa. De outro modo, caso seja positiva, o gasto está vinculado à produção; logo, trata-se de um custo.

Pesquise seus concorrentes

Para precificar um serviço, também é importante pesquisar o preço praticado pela concorrência.

Isso porque ao colocar um preço muito abaixo da realidade do setor que está inserido, potenciais clientes podem desconfiar de que seu serviço não tenha qualidade e, pior ainda, o valor obtido com as vendas pode não ser suficiente para cobrir todos os custos do negócio e te levar à falência.

Já ao estipular um valor mais alto que o praticado pelo mercado, é provável que você perca clientes para a concorrência.

Há prestadores de serviço que cobram um preço baixo, mas, em contrapartida, oferecem um serviço ruim. Por isso, outra variável importante para analisar na sua estratégia de precificação é o nível de qualidade do serviço prestado pelos concorrentes.

Considere essas duas variáveis somadas à sua experiência e reputação e estipule o seu preço de forma justa e consciente.

Determine o preço de venda do serviço prestado

Agora que você já conhece os custos e despesas do seu negócio e os preços praticados pela concorrência, deve calcular o preço de venda do seu serviço para saber de uma vez por todas como cobrar.

A formação do preço de venda deve buscar atingir o equilíbrio adequado entre as necessidades dos clientes, a qualidade do serviço prestado e o dever da empresa de cobrir seus custos e garantir uma margem de lucro.

De forma geral, o preço de venda é determinado pela soma dos custos e despesas com a prestação do serviço, acrescido dos impostos sobre a venda e da margem de lucro estipulada.

Esse preço deve ser revisto constantemente de acordo com o aumento do preço de materiais que precisam ser adquiridos para prestação do serviço, mudanças do mercado e à medida que você aprimorar o negócio e ganhar mais experiência.

Para te ajudar a calcular o preço de venda, disponibilizamos abaixo uma planilha para formação de preço de venda:

Como cobrar por um serviço prestado?

Escolha como cobrar: preço fixo ou por hora?

Esta é uma dúvida de muitos profissionais: cobrar um preço fixo pelo serviço prestado ou cobrar por hora trabalhada?

Para os prestadores de serviço, é mais prático o pagamento de um valor fixo pelo serviço prestado. Mas muitos clientes preferem fechar um valor por hora de trabalho.

Caso escolha cobrar por hora, determine quanto vale uma hora do seu tempo e mensure a quantidade de horas necessárias para desempenhar o seu trabalho.

Lembre-se de que não existe certo ou errado! Escolha como cobrar pelo serviço prestado de acordo com o que funciona melhor para você.

Agora que você já viu que a importância de ter uma boa gestão e controle dos custos do seu negócio para saber quanto e como cobrar por um serviço prestado e se manter no mercado no longo prazo, conte para gente: o que achou desse post? Se gostou, compartilhe-o por meio de suas redes sociais!

Show Full Content
Anterior Modelo de orçamento para prestador de serviços [Download]
Próximo Como vender um serviço: 6 dicas práticas para começar agora

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

DRE: dicas para utilização e modelo de planilha para download

11 de março de 2015
Fechar