Lucro da empresa: o que é e como realizar este cálculo

Lucro da empresa: o que é e como realizar este cálculo

Se você não quiser ler o artigo agora, pode OUVIR através do play!

Para estimular objetivos, metas e continuar com as contas em dia, é preciso ter conhecimento do lucro da sua empresa. Ademais, entender como calculá-lo é fundamental para abster-se de prejuízos financeiros, gerenciar melhor os seus negócios e avaliar a saúde financeira do seu empreendimento.

Qual é a margem de lucro da sua empresa? Você sabe o que fazer para que ela seja cada vez mais lucrativa? Você está por dentro de qual é a diferença entre lucro e margem de lucro?

Continue acompanhando o nosso post para saber mais sobre esses indicadores!

Compreendendo os diversos conceitos de lucro

Se você comprar uma mercadoria por R$ 200 e vendê-la por R$ 220, o seu lucro foi de R$ 20.

No entanto, na maior parte das ocasiões, calcular o lucro que uma empresa obteve não é tão fácil assim, pois é preciso considerar outros gastos como impostos, aluguel e custos com pessoal, etc.

Com isso, o lucro real é mais baixo do que o sobrevindo dessa simples fórmula.

Considerado isso, podemos dizer que lucro é o rendimento positivo alcançado por meio de uma venda. Quer dizer, o valor que você obtém após pagar os gastos que teve com a produção, armazenagem e comercialização de um determinado produto ou serviço. Em outras palavras, lucro é o saldo de uma venda, depois de deduzidos os custos.

Há dois conceitos que é importante entender: lucro bruto e lucro líquido. Vejamos a seguir quais são as diferenças entre eles e como calculá-los:

Lucro bruto é aquele recebido após o pagamento de todos os custos de produção, no caso de uma indústria, ou os custos envolvidos com a aquisição de um produto que será revendido, no caso do comércio.

Quando se trata do setor de serviços, podemos dizer que é o lucro obtido depois de pagar todos os custos necessários para sua prestação.

Já o lucro líquido, por sua vez, é obtido pela empresa após pagar todos os seus impostos e despesas.

Ambos devem ser acompanhados, já que revelam informações sobre a saúde do seu negócio.  Antes de calculá-los, é importante ter em mente alguns conceitos. São eles:

Receita total: É a soma de todo o dinheiro que entrou no negócio. Para calculá-la, é necessário saber qual é o preço do produto ou serviço e a quantidade vendida.

Custos fixos: São os custos que não sofrem alteração de valor em caso de aumento ou diminuição da produção.

Custos variáveis: São custos que variam de acordo com a produção ou a quantidade de trabalho. É importante lembrar que a comercialização de um produto e/ou serviço precisa pagar os custos variáveis. Muitos empreendedores se esquecem disso.

Custo total: É o somatório de todos os custos que a empresa possui, sejam eles fixos ou variáveis.

Agora, vamos aprender como calculá-los:

Lucro Bruto = Receita Total – Custos Variáveis

Lucro Líquido = Receita Total – Custo Total

O que é e como calcular o lucro da minha empresa?

Certo, mas e a margem de lucro?

Margem de lucro é a porcentagem que uma companhia tem em cima de suas vendas.

Cada negócio tem uma margem de lucro diferente, já que ela é estipulada por fatores diversos, como concorrência, custos envolvidos e preço de venda aceito pelo mercado.

Este é o principal indicador que um empreendedor deve observar ao precificar um produto ou serviço, já que é vital formar preços que cubram os custos e que sejam aceitos pelo público.

Ela pode ser calculada com a seguinte fórmula:

Margem de lucro = (Lucro/Receita Total) X 100

Exemplo

Vamos supor que você seja gerente financeiro de uma imobiliária e que ela tenha faturado R$ 15.000 na última semana e o seu custo tenha sido de R$ 9.000.

Dessa forma, podemos considerar:

Receita total: R$ 15.000

Custos: R$ 9.000

Lucro: R$ 15.000 – R$ 9.000 = R$ 6.000

Margem de lucro: (R$ 6.000/R$ 15.000 = 0.45) x 100 = 40%

A margem de lucro da empresa foi de 40%.

Caso você queria que alguém esteja ciente do cenário financeiro atual da sua empresa, é importante comunicá-lo sobre a margem de lucro e não somente sobre o lucro obtido em reais, já que este indicador isolado não dá uma perspectiva da situação atual da companhia.

É fundamental acompanhar os indicadores que destacamos acima para avaliar a rentabilidade do seu negócio.

Esperamos ter ajudado você a avaliar o lucro da sua empresa. Caso você queira saber mais sobre como acompanhá-lo, veja este post.

Artigos Relacionados