2 de junho de 2020
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Já se foi o tempo em que, para ocupar um cargo de chefia, bastava ser um profissional bem qualificado, não é mesmo? Com as novas tendências de mercado e a rápida evolução do mundo dos negócios, a figura do líder se tornou uma referência para muitos executivos que ocupam cargos de importância dentro das empresas, passando a ser um perfil muito almejado por aqueles que perceberam a real necessidade de mudar a forma com que lidam com suas equipes.

Que tal então conhecer algumas características do profissional líder, a fim de saber se você continua agindo como um mero chefe ou se já está preparado para ser um verdadeiro líder? Acompanhe e tire suas próprias conclusões:

Você conhece as pessoas que trabalham com você?

Todo ambiente profissional está repleto de pessoas que trazem consigo uma bagagem diferente, histórias e experiências diversas. Assim, a forma com que essas pessoas agem no ambiente de trabalho nada mais é que o reflexo de quem elas são, de onde elas vieram e da forma com que sentem e pensam, certo?

Pois é exatamente por esse motivo que é indispensável que o líder conheça os membros de sua equipe, saiba sobre suas histórias de vida, suas necessidades especiais e seus pontos fortes e fracos, a fim de saber trabalhar com cada um deles de forma individualizada e inspirar mudanças significativas no desempenho dos profissionais.

Além disso, este tipo de identificação cria uma relação de confiança entre você e seus colegas profissionais, que passam a enxergá-lo como uma pessoa de referência. Mas você se sente próximo aos membros da sua equipe? Já pensou, por exemplo, em convidá-los para um almoço ou um café com o objetivo de conhecer melhor as pessoas que trabalham com você? Talvez esse seja um primeiro passo importante para você sair da posição de chefe e começar a agir como um verdadeiro líder.

Você estimula sua equipe a contribuir com novas ideias?

Ser um líder significa saber delegar tarefas, descentralizando as obrigações antes concentradas na figura do chefe para que os demais colegas possam contribuir e sentir que fazem parte de um trabalho realmente relevante. O chefe tende a concentrar em si todo o conhecimento, reservando-se o direito de ter as ideias mais geniais na hora de uma reunião ou de um brainstorm e geralmente não dando ouvidos às contribuições válidas de outras pessoas presentes.

Já a postura de um líder nessas ocasiões é bem diferente, pois um dos princípios primordiais da liderança é a confiança no outro e a capacidade de dividir não só as tarefas, mas também — e principalmente — as vitórias com os demais profissionais envolvidos. O líder permite que seus colegas usem a imaginação, contribuam de forma efetiva no desenvolvimento e no crescimento do negócio, levando as ideias apresentadas em consideração no momento da tomada de decisões.

Você motiva os membros do time a serem sempre melhores?

Em uma estrutura corporativa retrógrada, o chefe era visto como aquele que estava à frente de todos os projetos, como a figura central para os negócios, destacando-se diante dos demais por meio de uma postura austera e inatingível, muitas vezes até diminuindo os outros para poder se sobressair.

O líder, por outro lado, não enxerga o ambiente de trabalho como uma constante disputa por espaço ou prestígio. Muito pelo contrário, ele incentiva as pessoas a se superarem, a buscarem o melhor de si mesmas e a se destacarem por mérito próprio, sem desmerecer ou tirar vantagem do outro. Viu só como o espírito da liderança está na cooperação e na construção do sucesso em conjunto?

Você busca se atualizar sobre os acontecimentos atuais?

Foi-se o tempo em que uma pessoa, para alcançar uma posição de prestígio, bastava ter um excelente conhecimento técnico e um domínio razoável de algumas técnicas do mundo corporativo. A figura do líder do século XXI é a de um cidadão global, que está ligado aos acontecimento sociais, econômicos e políticos em sua região, no seu país e até no mundo.

O líder acompanha as tendências de mercado, a evolução da legislação, as melhores práticas de governança corporativa, tem domínio de diferentes línguas e a capacidade de lidar com diferentes tipos de pessoas, independentemente de sua nacionalidade, seu grau de educação ou histórico pessoal.

Além disso, um bom líder está em constante atualização, buscando cursos e workshops que possam promover uma reciclagem de seus conhecimentos e a aquisição de novas visões de negócios que contribuam para o crescimento da empresa. Então nada de ficar parado no tempo! Mexa-se!

Agora nos conte se conseguiu traçar seu perfil como liderança! Você está mais para chefe ou para líder? Comente aqui e compartilhe suas experiências e impressões conosco!

Show Full Content
Anterior Todas as informações que você precisa saber sobre a NFC-e
Próximo Os impactos da inflação nas pequenas e médias empresas

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Novidades de Abril de 2020 do SIGE Cloud

1 de abril de 2020
Fechar