16 de junho de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Não é segredo para ninguém que o sucesso de uma empresa depende da satisfação de seus clientes. Para manter este índice sempre alto, e garantir a qualidade dos produtos oferecidos, muitas empresas optam por manter sua própria frota e realizar as entregas para seus clientes.

O grande objetivo deste tipo de decisão é melhorar a experiência dos clientes e garantir a boa imagem da empresa no mercado. Porém, controlar a frota da empresa é um ponto essencial para que este objetivo seja alcançado.

Preparamos um artigo especialmente para mostrar a importância da gestão de frotas dentro da empresa. Você vai entender como este controle pode influenciar, direta ou indiretamente nos resultados da empresa.

O que é controle de frota?

O controle de frota refere-se ao registro de todos os automóveis que uma empresa possui e ao acompanhamento das atividades logísticas que eles estão destinados a atender.

Contar com um gerenciamento adequado da frota permite aumentar a receita da empresa em até 12%. Isso porque a falta de planejamento e controle faz com que os veículos percorram, em média, 25% quilômetros a mais do que o necessário.

Para diminuir este último número, que representa um grande desperdício, é necessário prestar atenção a determinados pontos. Veja 3 processos que nunca devem faltar na gestão da sua frota:

  • Controle: independente do tipo de frota, você precisa controlar a disponibilidade de cada veículo. Portanto, para ter uma gestão eficiente, você precisa conhecer cada veículo e sua disponibilidade.
  • Planejamento: faça um estudo que lhe permita planejar com eficiência as rotas que seus veículos vão percorrer. Além disso, acompanhe os dados de cada rota para verificar melhorias.
  • Monitoramento: acompanhe diariamente a execução de cada rota e faça uma gestão completa dos veículos, evitando contratempos que atrasem suas entregas.

Gestão da frota: como impacta nos resultados da empresa

Erros comuns na gestão de frotas

Para tentar reduzir custos e otimizar sua logística, muitas empresas cometem erros simples que podem prejudicar todo o processo. Conheça os cinco principais:

  • Manutenção preventiva dos veículos: realizar a manutenção preventiva dos veículos é mais barato e evita problemas técnicos que poderiam ser evitados. Para evitar problemas, faça uma avaliação mensal de cada veículo e peça que o motorista avise sempre que perceber algo diferente.
  • Combustível: é essencial controlar os gastos com combustível, buscando veículos com gastos menores e parcerias com postos de abastecimento que façam um preço padrão para a empresa. Saiba mais aqui.
  • Definição de rotas: um controle com rotas de entrega definidas evita atrasos nas entregas e o tráfego dos veículos em estradas em péssimas condições. Assim, você evita rodar mais quilômetros que o necessário, nem aumenta os custos de manutenção dos veículos. Leia mais clicando aqui.
  • Vida útil das peças: dentro do quesito manutenção preventiva, é necessário sempre acompanhar a vida útil das peças dos veículos. Isso inclui pneus, freios, bateria, suspensão, entre outros itens simples que podem gerar grandes custos se não forem bem controlados.
  • Renovação da frota: crie um planejamento para renovar sua frota de veículos de forma recorrente. Lembre-se que veículos novos tem menos gasto com manutenção, maior durabilidade das peças e normalmente gastam menos combustíveis.

Motorista: influência direta nos resultados

Quando falamos em gestão de frotas, não podemos esquecer que o motorista é um ponto chave desta gestão. Muito mais do que conduzir o veículo, ele tem um papel direto nos resultados obtidos. Entenda por que:

  • Imagem da empresa no trânsito: normalmente os veículos estão identificados com a imagem da empresa, por isso, qualquer comportamento agressivo ou irresponsável do motorista refletirá na imagem da empresa. Qualquer imprudência pode gerar acidentes que colocariam o nome da sua empresa no foco das discussões.
  • Relacionamento com os clientes: a entrega do item é a ultima etapa da venda, e não pode ser ignorada. Nestes casos, o comportamento do motorista também deve ser observado, pois pode impactar significativamente na satisfação do cliente.
  • Monitoramento dos motoristas: algumas atitudes dos motoristas no trânsito podem representar riscos e marcar negativamente a imagem da empresa. Por isso, monitorar e acompanhar o desenvolvimento de cada rota é essencial para verificar se o motorista tem cumprido as normas da empresa e também as leis de trânsito.
  • Impacto nos resultados: a forma como o motorista dirige impacta nos custos que sua frota terá. Ou seja, dirigir com prudência, além de garantir a segurança das pessoas e dos produtos, pode contribuir com a redução dos custos com manutenções e peças.

O motorista tem um papel importante na imagem que o cliente terá da empresa e na gestão da frota, por isso, realizar treinamentos e capacitações pode ser uma boa saída para melhorar os resultados.

Concluindo

Uma boa gestão de frotas é uma atividade operacional, que exige dedicação e esforço para alcançar resultados, cumprir prazos, controlar custos e muito mais. Por isso, planejar e controlar todas as informações permite aumentar os resultados da empresa, através da satisfação de seus clientes.

Esperamos que as dicas deste artigo lhe ajudem a melhorar a gestão da sua frota. Se tiver mais dicas para compartilhar, comente abaixo!

Show Full Content
Anterior Dicas simples e práticas para melhorar as entregas da empresa
Próximo Controle de Entregas: planilha Excel para download

1 thought on “Gestão da frota: como impacta nos resultados da empresa

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

5 Razões para Migrar para o ERP SIGE Cloud

29 de abril de 2019
Fechar