16 de junho de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Certamente você já ouviu o termo franquia alguma vez. Ainda que esse termo seja recorrente entre os empreendedores e gestores, a maioria não conhece os detalhes do assunto.

Preparamos este artigo para esclarecer as principais dúvidas sobre as franquias, incluindo os custos envolvidos e o processo de abertura de uma franquia. Portanto, se você se interessa em investir nesse modelo de negócio, este artigo vai lhe ajudar.

O que é uma franquia?

O termo franquia refere-se a um sistema de representação comercial, onde existe o direito de uso de uma marca reconhecida e de distribuição exclusiva dos produtos desta marca.

No sistema de franquias existem o franqueador e o franqueado. O franqueador é a empresa dona da marca e responsável pelo desenvolvimento do modelo de negócio, ou seja, é aquela que concede o direito de utilização da marca. Já o franqueado é a pessoa que está abrindo a franquia e irá utilizar a marca e conhecimento de mercado do franqueador.

Vantagens

Todos os acordos comerciais são estabelecidos em um contrato firmado entre franqueador e franqueado. Normalmente, o franqueador já dispõe de estabilidade financeira, o que permite ao franqueado usufruir de descontos e prazos para pagamentos. Além disso, a marca do franqueador já está fortalecida.

Estas vantagens tornam este sistema muito popular, principalmente para quem busca abrir o próprio negócio e quer ter garantias de sucesso.

Taxas e custos

Existem vários benefícios em abrir uma franquia, mas este sistema também envolve muitas taxas que devem ser pagas ao franqueador. Veja as principais:

  • Taxa de franquia: esta é a taxa inicial cobrada do franqueado pelo seu ingresso no sistema de franquia. Normalmente, consiste em um valor único inicial.
  • Taxa de royalties: este valor é pago periodicamente ao franqueador, como forma de remunerar a tecnologia prestada na relação comercial. Geralmente, é um percentual fixo determinado no contrato, aplicado sobre o faturamento bruto da franquia.
  • Taxa de Propaganda e Promoção: este valor também é pago periodicamente, para a formação de um fundo financeiro. O objetivo desse fundo é servir como apoio comercial pela divulgação da marca da franquia, seus produtos e conceitos, entre outros.
  • Taxa de Serviço: este valor é cobrado pelo franqueador quando existe a realização de serviços extras, são remunerados através dos royalties.

Como abrir sua franquia

Antes de abrir uma franquia, você deve analisar diversos aspectos que podem influenciar nos lucros objetivos. Veja alguns deles:

  1. Escolha da franquia: procure um segmento de mercado que você goste e faça uma pesquisa das franquias que existem neste setor.
  2. Pesquisa de mercado: escolhida a franquia, faça muita pesquisa de mercado sobre ela. Esta pesquisa pode ser online ou física.
  3. Faça contato: entre em contato com a marca escolhida e veja qual o processo de avaliação adotado pelo franqueador para escolher seus franqueados.
  4. Contratos e obrigações: após ser aprovado, você receberá a Circular e Oferta de Franquia – COF – que mostra informações relevantes da empresa, como balanços financeiros, taxas e custos da franquia, obrigações, entre outros dados. Você deve avaliar todas as informações, considerando que o prazo médio para recuperação do investimento é de 24 a 36 meses. Após assinar a COF, você receberá o contrato, que deve ser analisado antes da assinatura.
  5. Escolha do ponto comercial: este item é muito importante, pois a escolha do ponto comercial será determinante no sucesso da sua franquia. Faça uma boa pesquisa das opções e analise qual a burocracia e custos com a locação do imóvel.
  6. Abertura da empresa: lembre-se também da questão burocrática, que inicia com a abertura da empresa. Neste ponto é interessante contratar um contador para lhe auxiliar, principalmente na analise das obrigações trabalhistas e fiscais.
  7. Construção e padronização: normalmente os franqueadores possuem um padrão de montagem das operações que deve ser seguido. Por isso, você deve montar seu ponto comercial conforme as indicações e normas do franqueador.
  8. Controle gerencial: a manutenção da sua franquia depois da inauguração também é essencial. Siga corretamente os processos da operação e procure auxilio sempre que precisar, seja em cursos, treinamentos ou com o próprio franqueador.

Concluindo

Para quem esta pensando em abrir seu próprio negócio, a opção por uma franquia pode ser realmente muito lucrativa. Para isso, você deve realizar um bom planejamento e conhecer o mercado em que está se inserindo.

Esperamos que você tenha entendido as principais informações sobre franquias. Você tem alguma experiência com este tipo de negócio? Compartilhe conosco nos comentários!

Show Full Content
Anterior Projeção de Vendas: planilha Excel para download
Próximo Franchising: qual o cenário e os números no mercado brasileiro

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Como preparar o caixa da empresa para as férias de final de ano

21 de novembro de 2016
Fechar