Conteúdos práticos e úteis para simplificar a gestão empresarial.

Investir em tecnologias mobile é indispensável para o sucesso de qualquer empresa. A cada dia mais pessoas estão conectadas a smartphones do que a desktops. Se atualmente a utilização de buscas em celulares é maior do que em computadores, você concorda que é o momento de mudar o foco para a criação de sites começar pelos dispositivos móveis?

Assim como é preciso desenvolver a criação de um site de forma mais estratégica, também é imprescindível trabalhar com a Experiência do Usuário. Nesse sentido, a aplicação desse conceito fará com que o potencial cliente fique satisfeito com o que a página tem a oferecer. Sem esquecer do mais importante: satisfação é sinônimo de conversão!

Saiba também como a empresa SIGE Cloud realiza os seus processos pensando na boa experiência do usuário. Acompanhe o artigo para conhecer isso e muito mais!

O que é Experiência do Usuário?

O conceito de Experiência do Usuário vem do termo em inglês UX (User Experience). Resumidamente, UX é a experiência de uma pessoa ao utilizar o produto ou serviço, de forma física, virtual e até emocional. Ainda, ela envolve as percepções do usuário antes, durante e após as interações realizadas. O objetivo dessa experiência é único: satisfazer a necessidade do usuário.

Esse termo surgiu de Donald Norman, na década de 90, quando ele trabalhou com a Apple para melhorar a experiência dos usuários com seus produtos. O conceito definido por ele é simples: UX é tudo! É a maneira como você experimenta o mundo, sua vida, o serviço. Veja o breve vídeo em que ele comenta sobre esse assunto:

Não poderíamos deixar de informar 4 principais características para ter uma boa experiência do usuário. Veja quais são elas:

  • Usabilidade: o site deve ser simples de navegar;
  • Utilidade: o conteúdo precisa ser útil, além de estar à disposição do usuário;
  • Acessibilidade: o acesso ao material deve ser facilitado, em diferentes dispositivos;
  • Funcionalidade: a página precisa cumprir o objetivo para o qual ela foi pensada.

Muitas pessoas costumam achar que a Interface do Usuário (UI) e a Experiência do Usuário (UX) são as mesmas coisas. Mas na verdade, a Interface do Usuário faz parte da Experiência do Usuário. A IU é responsável especificamente pelo projeto visual da parte física que o usuário interage, já a UX garante uma boa experiência e satisfação do usuário final. Portanto, ter um profissional para realizar a Arquitetura de Informação (AI) e Design de Interação (IxD) são essenciais no desenvolvimento de uma plataforma de boa usabilidade.

Mas você deve estar se perguntando: por que a Experiência do Usuário ganhou tanta importância nos últimos tempos? É isso que veremos a seguir.

O que é Mobile First?

Mobile First (em português, móvel primeiro) é quando o processo de criação de um site ou algum projeto da web é pensado primeiramente para utilização em plataformas mobiles, e posteriormente é adaptado para desktops. Isso porque os dispositivos móveis possuem mais restrição do que os desktops, que trazem maiores possibilidades de informações. Então, o desenvolvedor precisa entender as limitações e com isso, levar o usuário a encontrar a informação com o mínimo de esforço.

Quando a criação de um site se inicia nas versões em desktop, existe a possibilidade de grande número de informações. Isso pelo fato da tela de um computador ser relativamente maior do que a de um celular, por exemplo. Porém, quando for implementar o mesmo site para dispositivos móveis, o desenvolvedor perceberá que muitos dados são desnecessários. Em outras palavras, o Mobile First possibilita ao desenvolvedor verificar quais informações são relevantes serem descritas no site.

A importância de utilizar o Mobile First

Atualmente esse conceito é aplicado devido a utilização de smartphones ser maior quando comparada com a utilização de computadores. Além disso, a tendência de consumo por meio desses dispositivos se eleva cada vez mais. Já em 2014, por exemplo, o uso do telefone celular ultrapassou o uso do computador no Brasil.

Outro fator importante a ser levado em consideração é quando uma pessoa busca no Google por algo que seu site oferece, caso o site seja compatível com dispositivo móvel, certamente ele estará no topo das buscas. Isso se torna um grande diferencial da sua empresa, comparado com os seus concorrentes.

Em outras palavras, podemos dizer que o Google prioriza os sites que são responsivos. Ou seja, não importa de qual tela ou ferramenta o usuário está acessando, ele precisa ter as mesmas informações em todas as plataformas de acesso. É uma única versão que se adapta em diferentes telas, como smartphones, tablets, computadores e outros meios. Caso você deseja consultar se um site é responsivo, basta clicar aqui.

Ainda vale destacar que a velocidade das informações no mobile precisa ser ágil. Portanto, é preciso garantir que todas as informações do seu site sejam exibidas de forma gradativa. Para isso, aposte na utilização de hierarquias como uma forma de detalhar as prioridades dos conteúdos exibidos na tela.

Como resultado de um bom funcionamento, o usuário terá uma boa experiência em sua página. Isso reflete diretamente ao aumento do engajamento e do número de conversões. E ainda mais, existe a possibilidade de o usuário querer conhecer mais sobre sua empresa, produto ou serviço, e isso traz maior chance de sua empresa fechar negócio com ele.

Utilização do celular no processo de compra

Atualmente é muito difícil os compradores chegarem em uma loja física sem antes conhecer o produto. Provavelmente ele tenha visto alguma publicação nas redes sociais, ou recebido um e-mail de promoção. Isso claro, através do celular. Um pesquisa realizada recentemente pelo Panorama Mobile Time/Opinion Box confirma que houve aumento significativo dos brasileiros que realizam compra online pelo celular. A proporção de brasileiros que realizaram compras pelo smartphone aumentou de 85% para 91%.

Segundo o site E-commerce Brasil, uma das principais utilizações do smartphone no processo de compra é a pesquisa de produtos e preços. Nos casos em que o usuário utilizou o celular para realizar uma pesquisa, em 46% das vezes ele acabou não comprando o produto. Por outro lado, 45% dos donos de smartphones realizaram a compra por meio de um computador depois de fazer uma pesquisa móvel, e 27% fizeram a compra diretamente pelo smartphone. Outros 30% acabaram fazendo a compra de forma off-line, dirigindo-se à loja física depois de fazer a pesquisa no dispositivo.

Como são pensadas as soluções do SIGE Cloud

Os celulares, por serem dispositivos móveis, podem ser levados para qualquer lugar. Por isso que o SIGE Cloud desenvolveu o SIGE Mobi, um aplicativo em que os vendedores registram vendas através do telefone, e automaticamente as informações se vinculam ao SIGE Cloud. Então, no ERP, que é um software especificamente acessando em desktop, o usuário pode ter um maior controle das informações geradas sobre essa venda.

Outro ponto a ser considerado é que o consumidor final também utiliza o celular para realizar compras no site de uma empresa. Então, pensando nisso, o usuário do ERP SIGE Cloud tem a possibilidade de utilizar a SIGE Loja, um site próprio para a sua empresa. Nele, o usuário anuncia os produtos e serviços vendidos na empresa. Ah, e claro, esse site é responsivo. Ou seja, além do cliente poder navegar no site da sua empresa pelo computador, é possível navegar também através da internet do celular, ou ainda, se preferir, poderá baixar o aplicativo SL no smartphone.

Ainda, é interessante destacar que até o próprio sistema SIGE Cloud, que é um sistema utilizado em desktop, a maioria das buscas pesquisadas por potenciais clientes começam através do mobile. Dessa forma, quando surge o real interesse da plataforma, a pessoa acessa o sistema através do computador e utiliza os recursos oferecidos. Mas, o primeiro contato que com o sistema, foi através de um dispositivo móvel.

Não deixe para mais tarde

Sabemos que começar o planejamento pelo caminho inverso gera mais trabalho. Em contrapartida, a utilização do Mobile First garante a competitividade da sua empresa. Ainda que, não há escapatória! Mobile First não é uma tendência, e sim uma realidade que só aumenta, justamente por conta de que o uso de dispositivos móveis só cresce.

Caso sua empresa ainda não realiza vendas online, o momento é agora! Como você pode verificar na leitura deste artigo, se seu site for responsivo, mais retorno sua empresa terá. Então, utilize desses recursos para aumentar o engajamento da sua empresa com os potenciais consumidores e ainda, fidelizar seus clientes.

Não perca a chance de realizar um teste grátis no ERP SIGE Cloud! Em 15 dias você pode verificar todas as possibilidades que poderá ter em sua empresa.

Show Full Content
Anterior Novidades de Agosto de 2021 do SIGE Cloud
Próximo Cresça com o Google: como essa formação pode ajudar a sua empresa?
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

3 dicas para facilitar a contabilidade e deixá-la menos chata

16 de junho de 2015
Fechar