14 de dezembro de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Final de ano chegando e bastou falar em 13º salário para que empreendedores de todo o Brasil se desesperem.

A gente sabe muito bem que quem controla a parte financeira e fiscal da própria empresa está suando frio nesse momento!

Antes de mais nada, mencionamos esse desconforto e preocupação com os cálculos de 13º salário e seus respectivos impostos, porque sabemos bem que micro e pequenos empreendedores tendem a absorver sozinhos essa árdua tarefa. Justamente, em um momento de extremo movimento em suas empresas. Parece loucura, não é mesmo?

Se acaso, você for um desses empresários que precisa urgentemente entender como funciona o parcelamento do 13º, prazos de pagamento e como ele deve ser calculado, não precisa se preocupar. Neste artigo esclarecemos algumas das principais dúvidas sobre esse importante direito trabalhista. E, de quebra, compartilhamos uma completa planilha 100% gratuita para realizar os cálculos dos valores devidos a cada uma dos seus colaboradores.

E não é só isso! Siga lendo e confira!

O que é o 13º Salário?

O décimo terceiro salário é um adicional que o trabalhador recebe, correspondente a 1/12 (um doze avos) da remuneração por mês trabalhado. Nesse sentido, cabe esclarecer que o 13º Salário foi instituído no Brasil pela Lei 4.090, em 1962. Sendo também conhecido como gratificação natalina. Em resumo, este provento é uma renda extra que o empregado receberá no final de cada ano, proporcional aos meses trabalhados.

Quem tem direito ao 13º Salário?

Outro ponto importante, que costuma gerar bastante dúvida é quanto a quem teria direito de receber esse benefício. De acordo com a legislação vigente, tem direito ao salário adicional todo trabalhador que possui carteira assinada. A gratificação passa a ser válida a partir de quinze dias de trabalho. Ou seja, trabalhadores domésticos, rurais, urbanos ou avulsos têm direito ao benefício quando possuem carteira assinada, assim como aposentados e pensionistas do INSS.

O trabalhador pode perder o direito ao benefício caso tenha mais que 15 faltas não justificadas em um mês. Portanto ele deixará de receber o valor proporcional de 13º Salário referente ao mês em questão.

Como é o pagamento do 13º Salário?

Geralmente, este benefício possui um valor variável, mas muitas vezes aproximando-se ao salário mensal do trabalhador. Desse modo, seu pagamento pode ocorrer de forma integral (em uma única parcela). Ou então, parcelado em 2 vezes, seguindo a legislação vigente.

  • A primeira parcela deve ser paga até o dia 30 de novembro, onde deverá ser pago 50% do valor do 13º Salário;
  • A segunda parcela deverá ser paga até o dia 20 de dezembro, e refere-se ao restante do valor – 50% – descontados os impostos de IR e INSS.

Por fim, se você optar por fazer o pagamento em parcela única, a mesma deve ser paga até o dia 30 de novembro. Se acaso a data máxima para pagamento seja um domingo ou feriado, o valor deve ser pago no último dia útil anterior. Ou seja, será adiantado ao prazo máximo.

Como calcular o 13º Salário?

Precisa calcular o 13º e não sabe como? Não se desespere!

Ainda que seja uma das questões que mais levanta dúvidas nos micro e pequenos empresários, o cálculo do décimo terceiro salário é feito de modo muito simples:

Divide-se o salário integral do trabalhador por doze e multiplica-se o resultado pelo número de meses trabalhados. Sobre este valor, deverão ser deduzidos os impostos de IR e INSS. As alíquotas para cálculos destes impostos devem obedecer o calendário vigente no dia do pagamento do 13º Salário.

Por exemplo, digamos que o salário de um de seus vendedores é de R$1.903,99/ 12 = R$ 158,66. Considerando que esse vendedor trabalhou 10 dos 12 meses, a soma bruta de seu 13º seria de R$ 1.586,60. Deste valor, deduza 7,5% de IR e 9% de INSS. O resultado do cálculo será, então: R$ 1.324,81.

Planilha Grátis para Baixar

Para simplificar sua rotina administrativa, desenvolvemos uma planilha Excel que realiza o cálculo automaticamente. Sua utilização é simples e prática, e para melhorar a compreensão das informações, recomendamos a leitura do manual disponibilizado na planilha Guia. Além disso, é fundamental manter sua planilha salva em um local seguro e que você possa acessar facilmente.

Show Full Content
Anterior Empreendedorismo Feminino: um novo jeito de encarar os negócios
Próximo Marketing digital: como escolher a melhor mídia para o meu negócio

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Como o VUCA pode ajudar sua empresa em tempos de crise

29 de janeiro de 2016
Fechar