24 de maio de 2019
Modelos de planilhas e conteúdos sobre gestão empresarial

Realizar o faturamento é uma das partes mais recompensadora do trabalho, mas, quem empreende, sabe que não é só trabalhar e ver o dinheiro entrar todo mês na conta sem outros esforços.

Parece uma parte fácil do processo, mas, geralmente, empreendedores já foram empregados em empresas e passam por uma mudança brusca quando assumem as rédeas de um negócio e têm que ir atrás do dinheiro.

Esse processo de cobrança de clientes pelo valor devido pelos produtos comprados ou serviços prestados é também um pouco desgastante até emocionalmente, exigindo preparo do empreendedor. Neste post, damos algumas dicas para você estruturar os processos de faturamento dentro da sua empresa para deixar essa etapa mais fluida dentro do seu negócio. Notícia de dinheiro para entrar é sempre boa!

Deixe o constrangimento de lado

É comum que no começo do negócio o empreendedor sinta-se um pouco constrangido de mandar a nota fiscal para um cliente ou cobrá-lo pelos serviços prestados, mas é preciso pensar que se você prestou serviços ou vendeu produtos, usou seu tempo, energia, estrutura, matéria-prima e precisa ser remunerado por isso. Empregados de uma empresa não precisam se preocupar com isso, mas o dono de um negócio precisa ter atitudes e saber cobrar para fazer o dinheiro entrar. Clientes nem sempre se lembram de que está na hora de pagar, é preciso ser proativo.

Tenha em conta todos os seus custos

É importante registrar o tempo, os esforços, os materiais e os profissionais envolvidos para realizar determinado trabalho e cobrar adequadamente por isso. Por isso estruturar seu processo de faturamento é tão importante: para que o valor cobrado seja justo e não lhe traga prejuízos.

O combinado não sai caro

Tenha clareza sobre o fluxo de pagamento e certifique-se de que o cliente está ciente. É bom ter isso explícito no contrato: frequência de pagamento, métodos (depósito em conta, cartão de crédito, sistemas de pagamento como o PayPal) e prazos de pagamento.

Acompanhe todas as etapas até receber o dinheiro

Não é porque as faturas foram mandadas corretamente que o empresário pode ficar sossegado. É preciso fazer um acompanhamento, ver quais clientes pagaram e quais ainda estão devendo e cobrá-los, sempre da maneira mais educada possível.

Esperamos que nosso artigo lhe ajude a melhorar seus processos de faturamento. Se tiver qualquer dúvida ou sugestão, compartilhe nos comentários!

Show Full Content
Anterior Conheça os sinais de que a saúde financeira do seu negócio vai mal
Próximo Plano de Negócios: aprenda como elaborar o seu com facilidade

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Ordem de Serviço Word: modelo gratuito para download

4 de setembro de 2017
Fechar